Meio Rei (Mar Despedaçado #1)
Autor:  Joe Abercrombie
Ano: 2016
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Sinopse: Jurei vingar a morte do meu pai. Posso até ser meio homem, mas sou capaz de fazer um juramento por inteiro. Filho caçula do rei Uthrik, Yarvi nasceu com a mão deformada e sempre foi considerado fraco pela família. Num mundo em que as leis são ditadas por pessoas de braço forte e coração frio, ser incapaz de brandir uma espada ou portar um escudo é o pior defeito de um homem. Mas o que falta a Yarvi em força física lhe sobra em inteligência. Por isso ele estuda para ser ministro e, pelo resto da vida, curar e aconselhar. Ou pelo menos era o que ele pensava. Certa noite, o jovem recebe a notícia de que o pai e o irmão mais velho foram assassinados e não lhe resta escolha a não ser assumir o trono. De uma hora para outra, ele precisa endurecer para vingar as duas mortes. E logo sua jornada o lança numa saga de crueldade e amargura, traição e cinismo, em que as decisões de Yarvi determinarão o destino do reino e de todo o povo.

- Livro recebido através da parceira com a Editora Arqueiro. Obrigada ♥-

O que achei

Em "Meio Rei" conhecemos Yarvi, filho mais novo do rei. Por ter uma deformidade na mão, todos acreditavam que ele deveria estudar para ser ministro e ficar bem longe dos campos de batalha. Porém, quando ia enfim fazer a prova para se tornar ministro e abdicar de quaisquer interesses na coroa, de casamento e afins, tudo muda. O tio Odem o avisa que o pai e o irmão (herdeiro do trono) morreram em uma emboscada e é seu dever como filho do rei de subir no trono e vingar o seu pai. É assim que ele parte para Amwend, onde se encontra o rei Grom-gil-Gorm, de acordo com o tio o responsável pela morte dos dois, porém no caminho ele é vítima de uma traição. E vê que não se pode confiar em ninguém.

A partir daí é merda em cima de merda! Tudo acontece de pior com o nosso pobre protagonista. Ele é preso e vendido como escravo e novamente em um meio que a força física prova o seu valor. Precisa tirar a força da sua maior qualiade:

A inteligência.

Para criar aliados e até mesmo amigos improváveis.

“Escolha seus inimigos com mais cuidado do que os amigos. Eles ficarão mais tempo com você.”

Este é um livro bem fino, principalmente levando em conta os padrões dos livros de fantasia (quem ama o estilo TEM QUE amar um calhamaço) e melhor, a sua narrativa é extremamente fluida. É incrível o poder do Joe Abercrombie de contar uma história. Bem fechadinha, com momentos de deu merda, de aventuras e  de batalha. Não sem deixar de ser reflexivo também. Afinal temos um protagonista com uma deformidade física. O que é novidade neste meio.

Sim. Já tivemos heróis que perdem um membro ou outro nas batalhas épicas. Porém Yarvi não. Ele nasceu com uma das mãos deformadas. O que ele, como filho do rei, era inaceitável ter.

Afinal como provar ser capaz de ser o todo poderoso quando não pode nem segurar uma espada? Qual é a real força necessária para ser um rei?

Qual é a real força de Yarvi?

Eu acredito que o melhor lance desse livro não é nem a história em si. Afinal para nós amantes de fantasia talvez não tenhamos tantas surpresas. O livro é bem construído e cheio de segredos. Mas a melhor coisa desse livro é o personagem principal. Yarvi é bastante real e isso é muito legal.

Assistimos um personagem descrente em si mesmo e que acredita que pegar uma espada na sua mão é tudo o que ele precisa para provar ser um rei. Mas o melhor é: Você assiste tudo se transformar. Yarvi é traído por quem menos espera e isso acaba lhe dando forças. Passa pelas piores situações, precisa de aliar com pessoas que não o querem por perto e precisa provar que é uma força na batalha em comum. E então você vê que tudo é possível. Que você pode tudo, quando você vai atrás, se esforça, se dedica e prova ser capaz. Mesmo nas piores circunstâncias.


Não. Este livro não é perfeito. Mas ele tem algo especial. Acima de tudo tem alguém por QUEM ser lido. Diz a que veio e mostra que não é só mais um. O livro faz parte de uma trilogia e eu estou bem empolgada como o autor vai desenvolver os outros livros (pelo o que eu li a proxima protagonista é uma mulher), então espero que o autor mantenha o nível, ou até melhore.

A continuação "Meio Mundo" será lançado agora em janeiro pela Arqueiro, e o terceiro volume "Meia Guerra" ainda não tem uma data certa.



Sobre o autor


Joe Abercrombie foi educado na Lancaster Royal Grammar School, só para rapazes, e na Universidade de Manchester estudou Psicologia. Tendo sempre o sonho de, sozinho, redefinir o gênero literário da fantasia, começou a escrever uma trilogia épica baseada nas desventuras de um bárbaro, Logen Ninefingers. Joe mudou-se para Londres, onde viveu em um cortiço de classe baixa com dois homens à beira da loucura. Com um esforço heróico e o apoio de sua família, Joe terminou A Lâmina, em 2004, sendo publicada junto de um público insuspeito em 2006. Desde então, a obra já foi publicada em catorze países e as sequências, Antes que Sejam Enforcados e O Último Argumento dos Reis, foram publicadas em 2007 e 2008, respectivamente.

Sobre a edição:
Assim como todos os livros da arqueiro (dessa média de páginas) é um livro bem leve. O que torna a leitura muito confortável. Quanto a diagramação eu gostei dos detalhes (amo mapas), a impressão está ótima (letras com uma tintura ótima), falando 

Nota no Skoob:

BEIJOS! 


Deixe um comentário

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Resenha: Meio Rei (Mar Despedaçado #1) - Joe Abercrombie

Meio Rei (Mar Despedaçado #1)
Autor:  Joe Abercrombie
Ano: 2016
Páginas: 288
Editora: Arqueiro
Sinopse: Jurei vingar a morte do meu pai. Posso até ser meio homem, mas sou capaz de fazer um juramento por inteiro. Filho caçula do rei Uthrik, Yarvi nasceu com a mão deformada e sempre foi considerado fraco pela família. Num mundo em que as leis são ditadas por pessoas de braço forte e coração frio, ser incapaz de brandir uma espada ou portar um escudo é o pior defeito de um homem. Mas o que falta a Yarvi em força física lhe sobra em inteligência. Por isso ele estuda para ser ministro e, pelo resto da vida, curar e aconselhar. Ou pelo menos era o que ele pensava. Certa noite, o jovem recebe a notícia de que o pai e o irmão mais velho foram assassinados e não lhe resta escolha a não ser assumir o trono. De uma hora para outra, ele precisa endurecer para vingar as duas mortes. E logo sua jornada o lança numa saga de crueldade e amargura, traição e cinismo, em que as decisões de Yarvi determinarão o destino do reino e de todo o povo.

- Livro recebido através da parceira com a Editora Arqueiro. Obrigada ♥-

O que achei

Em "Meio Rei" conhecemos Yarvi, filho mais novo do rei. Por ter uma deformidade na mão, todos acreditavam que ele deveria estudar para ser ministro e ficar bem longe dos campos de batalha. Porém, quando ia enfim fazer a prova para se tornar ministro e abdicar de quaisquer interesses na coroa, de casamento e afins, tudo muda. O tio Odem o avisa que o pai e o irmão (herdeiro do trono) morreram em uma emboscada e é seu dever como filho do rei de subir no trono e vingar o seu pai. É assim que ele parte para Amwend, onde se encontra o rei Grom-gil-Gorm, de acordo com o tio o responsável pela morte dos dois, porém no caminho ele é vítima de uma traição. E vê que não se pode confiar em ninguém.

A partir daí é merda em cima de merda! Tudo acontece de pior com o nosso pobre protagonista. Ele é preso e vendido como escravo e novamente em um meio que a força física prova o seu valor. Precisa tirar a força da sua maior qualiade:

A inteligência.

Para criar aliados e até mesmo amigos improváveis.

“Escolha seus inimigos com mais cuidado do que os amigos. Eles ficarão mais tempo com você.”

Este é um livro bem fino, principalmente levando em conta os padrões dos livros de fantasia (quem ama o estilo TEM QUE amar um calhamaço) e melhor, a sua narrativa é extremamente fluida. É incrível o poder do Joe Abercrombie de contar uma história. Bem fechadinha, com momentos de deu merda, de aventuras e  de batalha. Não sem deixar de ser reflexivo também. Afinal temos um protagonista com uma deformidade física. O que é novidade neste meio.

Sim. Já tivemos heróis que perdem um membro ou outro nas batalhas épicas. Porém Yarvi não. Ele nasceu com uma das mãos deformadas. O que ele, como filho do rei, era inaceitável ter.

Afinal como provar ser capaz de ser o todo poderoso quando não pode nem segurar uma espada? Qual é a real força necessária para ser um rei?

Qual é a real força de Yarvi?

Eu acredito que o melhor lance desse livro não é nem a história em si. Afinal para nós amantes de fantasia talvez não tenhamos tantas surpresas. O livro é bem construído e cheio de segredos. Mas a melhor coisa desse livro é o personagem principal. Yarvi é bastante real e isso é muito legal.

Assistimos um personagem descrente em si mesmo e que acredita que pegar uma espada na sua mão é tudo o que ele precisa para provar ser um rei. Mas o melhor é: Você assiste tudo se transformar. Yarvi é traído por quem menos espera e isso acaba lhe dando forças. Passa pelas piores situações, precisa de aliar com pessoas que não o querem por perto e precisa provar que é uma força na batalha em comum. E então você vê que tudo é possível. Que você pode tudo, quando você vai atrás, se esforça, se dedica e prova ser capaz. Mesmo nas piores circunstâncias.


Não. Este livro não é perfeito. Mas ele tem algo especial. Acima de tudo tem alguém por QUEM ser lido. Diz a que veio e mostra que não é só mais um. O livro faz parte de uma trilogia e eu estou bem empolgada como o autor vai desenvolver os outros livros (pelo o que eu li a proxima protagonista é uma mulher), então espero que o autor mantenha o nível, ou até melhore.

A continuação "Meio Mundo" será lançado agora em janeiro pela Arqueiro, e o terceiro volume "Meia Guerra" ainda não tem uma data certa.



Sobre o autor


Joe Abercrombie foi educado na Lancaster Royal Grammar School, só para rapazes, e na Universidade de Manchester estudou Psicologia. Tendo sempre o sonho de, sozinho, redefinir o gênero literário da fantasia, começou a escrever uma trilogia épica baseada nas desventuras de um bárbaro, Logen Ninefingers. Joe mudou-se para Londres, onde viveu em um cortiço de classe baixa com dois homens à beira da loucura. Com um esforço heróico e o apoio de sua família, Joe terminou A Lâmina, em 2004, sendo publicada junto de um público insuspeito em 2006. Desde então, a obra já foi publicada em catorze países e as sequências, Antes que Sejam Enforcados e O Último Argumento dos Reis, foram publicadas em 2007 e 2008, respectivamente.

Sobre a edição:
Assim como todos os livros da arqueiro (dessa média de páginas) é um livro bem leve. O que torna a leitura muito confortável. Quanto a diagramação eu gostei dos detalhes (amo mapas), a impressão está ótima (letras com uma tintura ótima), falando 

Nota no Skoob:

BEIJOS!