Caixa de Pássaros
Autor: Josh Malerman
Ano: 2015
Páginas: 272
Editora: Intrínseca
Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. 
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

O que achei


Não abra os olhos.

O livro conta a história de "algo" que apavora uma cidade. Não ficamos sabendo "o que", "quem" e "como" era coisa acontece, porém, a população após ver essa "coisa" acaba tirando a própria vida da forma mais violenta possível. Isso vai destruindo a cidade pois cada vez mais habitantes estão morrendo por ver esse "algo". A única certeza é: Não abrir os olhos.

Grávida, Malorie parte em busca de proteção e acaba indo para uma casa próxima ao rio onde algumas pessoas também estão tentando se proteger.  E é nessa casa que ela passa a aprender a viver "no escuro", pois só podem sair da casa com os olhos vendados, a não ser que queira uma morte violenta.

Quatro anos depois, Malorie decide ir junto com os filhos da casa pelo rio. A partir de então, no escuro, eles terão que enfrentar grandes desafios. Afinal ninguém sabe como está o mundo e qual é o mal que eles tanto temem.

O livro é narrado em terceira pessoa, em tempos diferentes. Conhecemos Malorie antes, durante e também no pequeno barco com os filhos. Indo e voltando como lembranças que tem como intuito nos ajudar a entender como ela e os filhos foram parar ali.

Em Caixa de Pássaros em cada página encontramos desconforto. Sabe aquela sensação quando você vê um filme e espera que qualquer segundo algo vai sair fazendo BUH de trás da porta? Pois é. A carga de terror psicológico é enorme, aquela agonia pelo o que está por vir, o autor escreve de uma forma tão envolvendo que é como se você estivesse ali como em um filme.

A ambientação é muito bem feita e as cenas são bem exploradas. É isso é um ponto bem positivo para o autor pois as descrições faziam com que eu me transportasse para o local. Muito bom.

Sobre a conclusão dos acontecimentos, tudo acontece de forma alucinante. Uma coisa meio filme mesmo. Mas eu não sei ainda até que ponto eu realmente gostei de como tudo se fez. Eu entendi o que o autor quis fazer, mas eu senti falta de mais explicações sobre a origem desse caos que afetou tanto aquelas pessoas.

Porém, isso não tira o brilho do livro. A discussão rendeu e isso que importa, afinal livro bom é livro que dá o que falar.

C/ @monique_lima e @danniml 💗.

Sobre o autor


Josh Malerman é cantor e compositor da banda de rock High Strung. Filho do meio, Malerman gosta de escrever ao som de trilhas sonoras de filmes de terror, como Grito de horror e Creepshow - Arrepio do medo. Ele mora em Ferndale, Michigan, com a noiva. Caixa de pássaros é seu romance de estreia. (Fonte: MaisQueLivros).

Sobre a edição:

Nas telinhas:

A Universal Studios comprou os direitos de Caixa de Pássaros, um thriller psicológico escrito por Josh Malerman.

O filme será dirigido por Andrés Muschietti (Mama), e tem o roteiro escrito por Eric Heisserer (Premonição 5 e A Coisa). Mesmo na pré-produção e sem atores escalados, o roteiro já foi enviado para algumas atrizes que podem ficar com a protagonista. (Fonte: poltronanerd)



Nota no Skoob


Beijos!



Deixe um comentário

segunda-feira, 11 de julho de 2016

Resenha: Caixa de Pássaros - Josh Malerman

Caixa de Pássaros
Autor: Josh Malerman
Ano: 2015
Páginas: 272
Editora: Intrínseca
Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler. 
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

O que achei


Não abra os olhos.

O livro conta a história de "algo" que apavora uma cidade. Não ficamos sabendo "o que", "quem" e "como" era coisa acontece, porém, a população após ver essa "coisa" acaba tirando a própria vida da forma mais violenta possível. Isso vai destruindo a cidade pois cada vez mais habitantes estão morrendo por ver esse "algo". A única certeza é: Não abrir os olhos.

Grávida, Malorie parte em busca de proteção e acaba indo para uma casa próxima ao rio onde algumas pessoas também estão tentando se proteger.  E é nessa casa que ela passa a aprender a viver "no escuro", pois só podem sair da casa com os olhos vendados, a não ser que queira uma morte violenta.

Quatro anos depois, Malorie decide ir junto com os filhos da casa pelo rio. A partir de então, no escuro, eles terão que enfrentar grandes desafios. Afinal ninguém sabe como está o mundo e qual é o mal que eles tanto temem.

O livro é narrado em terceira pessoa, em tempos diferentes. Conhecemos Malorie antes, durante e também no pequeno barco com os filhos. Indo e voltando como lembranças que tem como intuito nos ajudar a entender como ela e os filhos foram parar ali.

Em Caixa de Pássaros em cada página encontramos desconforto. Sabe aquela sensação quando você vê um filme e espera que qualquer segundo algo vai sair fazendo BUH de trás da porta? Pois é. A carga de terror psicológico é enorme, aquela agonia pelo o que está por vir, o autor escreve de uma forma tão envolvendo que é como se você estivesse ali como em um filme.

A ambientação é muito bem feita e as cenas são bem exploradas. É isso é um ponto bem positivo para o autor pois as descrições faziam com que eu me transportasse para o local. Muito bom.

Sobre a conclusão dos acontecimentos, tudo acontece de forma alucinante. Uma coisa meio filme mesmo. Mas eu não sei ainda até que ponto eu realmente gostei de como tudo se fez. Eu entendi o que o autor quis fazer, mas eu senti falta de mais explicações sobre a origem desse caos que afetou tanto aquelas pessoas.

Porém, isso não tira o brilho do livro. A discussão rendeu e isso que importa, afinal livro bom é livro que dá o que falar.

C/ @monique_lima e @danniml 💗.

Sobre o autor


Josh Malerman é cantor e compositor da banda de rock High Strung. Filho do meio, Malerman gosta de escrever ao som de trilhas sonoras de filmes de terror, como Grito de horror e Creepshow - Arrepio do medo. Ele mora em Ferndale, Michigan, com a noiva. Caixa de pássaros é seu romance de estreia. (Fonte: MaisQueLivros).

Sobre a edição:

Nas telinhas:

A Universal Studios comprou os direitos de Caixa de Pássaros, um thriller psicológico escrito por Josh Malerman.

O filme será dirigido por Andrés Muschietti (Mama), e tem o roteiro escrito por Eric Heisserer (Premonição 5 e A Coisa). Mesmo na pré-produção e sem atores escalados, o roteiro já foi enviado para algumas atrizes que podem ficar com a protagonista. (Fonte: poltronanerd)



Nota no Skoob


Beijos!