O Demonologista
Autor: Andrew Pyper
Ano: 2015
Páginas: 328
Editora: Darkside Books
Sinopse: O personagem que dá título ao best-seller internacional é David Ullman, renomado professor da Universidade de Columbia, especializado na figura literária do Diabo - principalmente na obra-prima de John Milton, Paraíso Perdido. Para David, o Anjo Caído é apenas um ser mitológico. Ao aceitar um convite para testemunhar um suposto fenômeno sobrenatural em Veneza, David começa a ter motivos pessoais para mudar de opinião. O que seria apenas um boa desculpa para tirar férias na Itália com sua filha de 12 anos se transforma em uma jornada assustadora aos recantos mais sombrios da alma. Enquanto corre contra o tempo, David precisa decifrar pistas escondidas no clássico Paraíso Perdido, e usar tudo o que aprendeu para enfrentar O Inominável e salvar sua filha do Inferno.

O que achei:

Em "O demonologista" conhecemos a história de David, um professor especialista em demônios (na verdade na obra "Paraíso perdido" de John Milton), e se intitula ateu. David é famoso pelos seus conhecimentos na área, e então um convite chega até ele vindo uma mulher misteriosa. Ele deve ir até a Itália analisar um caso que ninguém antes foi capaz de concluir por um pagamento alto.

Com o casamento um caos e um relacionamento abalado com a filha, David resolve embarcar nessa viagem. Leva então a filha com ele, afim de estreitar os laços e proporcionar a ela bons momentos. Já no avião coisas "estranhas" passam a acontecer com ele. Que o fazem questionar sobre o que é real e o que não é. E ele se vê envolto em um caso completamente contra tudo aquilo que ele acredita. E que não pode fugir ou poderá perder quem ele mais ama.

Sei que as opiniões sobre esse livro são bem divergentes, porém eu realmente gostei. Talvez por não esperar muito (pela quantidade de pessoas que se decepcionaram) e não esperar morrer de medo com ele. O livro tem sim algumas partes tensas, mas o teor investigativo e reunião de provas e fatos me interessou muito mais do que a espera por sustos.

Já vi muitas pessoas falarem que o modo de narrar do autor é parecido com o de Dan Brown, então se for mesmo eu estou pronta para enfim conhecer o autor. A narrativa de Andrew Pyper é muito fluida! Você em uma sentada lê o livro com toda certeza! Só não li mais rápido porque eu acabei intercalando com muitos outros livros. Mas a sua forma de narrar é bem de alguém contando uma história interessante. E eu adoro isso.

O livro teve sim alguns deslizes e momentos que eu senti que poderiam ser diferentes. MAS, como um todo este foi um livro muito gostoso de ler. As partes que ele faz referência à obra de Milton são bem interessantes e me deu grande vontade de ler.

O fim do livro gera muitos questionamentos por ser do estilo "livre" que eu não sou muito fã principalmente em livro de suspense, mas eu entendi qual era o objetivo do autor.

Por fim, recomendo o livro desde que você não espere TANTO dele assim.

Sobre o autor:

Andrew Pyper (1968) é o premiado autor de seis romances, entre eles Lost Girls (1999), vencedor do Arthur Ellis Award, selecionado pelo New York Times como um dos livros do ano, e best-seller nas listas do New York Times e do Times (Inglaterra). Seu livro The Killing Circle (2008) foi eleito o melhor romance policial do ano pelo New York Times. Três romances de Pyper, incluindo O Demonologista, estão sendo adaptados para o cinema. E ainda assim, seus livros continuavam inéditos em nosso país.

Sobre a edição:

A Darkside dispensa apresentações quando falamos de qualidade de livro não é mesmo? Mas, SE POSSÍVEL, eles capricharam ainda mais na edição de "O Demonologista". O acabamento lembra livro antigo (a lombada é como se fosse uma edição desgastada e arrancada com o tempo) tudo para dar o ar misterioso e sombrio ao livro. E o que falar das ilustrações? Maravilhosas. Amei.


Nas telinhas:

A Universal Pictures e a ImageMovers adquiriram os direitos sobre o livro em 2012. Em 2013, os estúdios anunciaram a contratação de Jonathan Herman escrever o roteiro enquanto Robert Zemeckis, Jack Rapke e Jackie Levine seriam os produtores. Porém, depois disso nada mais se falou nada sobre. Vamos esperar.

Nota no Skoob


Beijos!


Deixe um comentário

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Resenha: O Demonologista - Andrew Pyper

O Demonologista
Autor: Andrew Pyper
Ano: 2015
Páginas: 328
Editora: Darkside Books
Sinopse: O personagem que dá título ao best-seller internacional é David Ullman, renomado professor da Universidade de Columbia, especializado na figura literária do Diabo - principalmente na obra-prima de John Milton, Paraíso Perdido. Para David, o Anjo Caído é apenas um ser mitológico. Ao aceitar um convite para testemunhar um suposto fenômeno sobrenatural em Veneza, David começa a ter motivos pessoais para mudar de opinião. O que seria apenas um boa desculpa para tirar férias na Itália com sua filha de 12 anos se transforma em uma jornada assustadora aos recantos mais sombrios da alma. Enquanto corre contra o tempo, David precisa decifrar pistas escondidas no clássico Paraíso Perdido, e usar tudo o que aprendeu para enfrentar O Inominável e salvar sua filha do Inferno.

O que achei:

Em "O demonologista" conhecemos a história de David, um professor especialista em demônios (na verdade na obra "Paraíso perdido" de John Milton), e se intitula ateu. David é famoso pelos seus conhecimentos na área, e então um convite chega até ele vindo uma mulher misteriosa. Ele deve ir até a Itália analisar um caso que ninguém antes foi capaz de concluir por um pagamento alto.

Com o casamento um caos e um relacionamento abalado com a filha, David resolve embarcar nessa viagem. Leva então a filha com ele, afim de estreitar os laços e proporcionar a ela bons momentos. Já no avião coisas "estranhas" passam a acontecer com ele. Que o fazem questionar sobre o que é real e o que não é. E ele se vê envolto em um caso completamente contra tudo aquilo que ele acredita. E que não pode fugir ou poderá perder quem ele mais ama.

Sei que as opiniões sobre esse livro são bem divergentes, porém eu realmente gostei. Talvez por não esperar muito (pela quantidade de pessoas que se decepcionaram) e não esperar morrer de medo com ele. O livro tem sim algumas partes tensas, mas o teor investigativo e reunião de provas e fatos me interessou muito mais do que a espera por sustos.

Já vi muitas pessoas falarem que o modo de narrar do autor é parecido com o de Dan Brown, então se for mesmo eu estou pronta para enfim conhecer o autor. A narrativa de Andrew Pyper é muito fluida! Você em uma sentada lê o livro com toda certeza! Só não li mais rápido porque eu acabei intercalando com muitos outros livros. Mas a sua forma de narrar é bem de alguém contando uma história interessante. E eu adoro isso.

O livro teve sim alguns deslizes e momentos que eu senti que poderiam ser diferentes. MAS, como um todo este foi um livro muito gostoso de ler. As partes que ele faz referência à obra de Milton são bem interessantes e me deu grande vontade de ler.

O fim do livro gera muitos questionamentos por ser do estilo "livre" que eu não sou muito fã principalmente em livro de suspense, mas eu entendi qual era o objetivo do autor.

Por fim, recomendo o livro desde que você não espere TANTO dele assim.

Sobre o autor:

Andrew Pyper (1968) é o premiado autor de seis romances, entre eles Lost Girls (1999), vencedor do Arthur Ellis Award, selecionado pelo New York Times como um dos livros do ano, e best-seller nas listas do New York Times e do Times (Inglaterra). Seu livro The Killing Circle (2008) foi eleito o melhor romance policial do ano pelo New York Times. Três romances de Pyper, incluindo O Demonologista, estão sendo adaptados para o cinema. E ainda assim, seus livros continuavam inéditos em nosso país.

Sobre a edição:

A Darkside dispensa apresentações quando falamos de qualidade de livro não é mesmo? Mas, SE POSSÍVEL, eles capricharam ainda mais na edição de "O Demonologista". O acabamento lembra livro antigo (a lombada é como se fosse uma edição desgastada e arrancada com o tempo) tudo para dar o ar misterioso e sombrio ao livro. E o que falar das ilustrações? Maravilhosas. Amei.


Nas telinhas:

A Universal Pictures e a ImageMovers adquiriram os direitos sobre o livro em 2012. Em 2013, os estúdios anunciaram a contratação de Jonathan Herman escrever o roteiro enquanto Robert Zemeckis, Jack Rapke e Jackie Levine seriam os produtores. Porém, depois disso nada mais se falou nada sobre. Vamos esperar.

Nota no Skoob


Beijos!