A Queda dos Reinos
Autor: Morgan Rhodes 
Ano: 2013
Páginas: 398
Editora: Seguinte
Sinopse: Numa terra em que a magia havia sido esquecida e a paz reinara durante séculos, uma agitação perigosa ganha forma quando três reinos começam a lutar pelo poder. Entre traições, negociações e batalhas, quatro jovens terão seus destinos entrelaçados para sempre: Cleo, a filha mais nova do rei de Auranos; Magnus, o primogênito do rei de Limeros; Jonas, um camponês rebelde de Paelsia; e Lucia, uma garota adotada pela família real de Limeros que busca a verdade sobre seu passado.
Em A queda dos reinos, Morgan Rhodes constrói uma mitologia complexa e fascinante, que mistura amor proibido, intrigas políticas e profecias milenares. Narrado pelos pontos de vista dos quatro protagonistas, este é o primeiro volume da série.


O que achei:

O livro gira em torno de três reinos: Paelsia, Auranos e Limeros. Reinos inimigos. Ricos e pobres. Em meio a um mundo que perdeu a fé na magia e uma guerra por território se aproxima.

Aqui temos quatro protagonistas. Cleo, Magnus, Lucia e Jonas. Que tem seus destinos entrelaçados por um destino sombrio. Cleo é a princesa de Auranos, Magnus é o príncipe de Limeros (Lucia é sua irmã) e Jonas é um revolucionário de Paelsia.

Cleo, apesar de ser o esteriótipo de princesa sempre em perigo e frágil, se mostrou uma ótima personagem ao decorrer do livro. Não aceitando o seu destino (de princesa eterna já que não assumiria o trono) e mesmo quando se vê em um grande problema ao testemunhar Aron (lord e seu possível prometido) matar por capricho um camponês de Paelsia (irmão de Jonas). Cleo não aceita, porém não faz nada naquele momento (pois Aron tem um grande segredo seu em mãos).

Jonas, ao ter o irmão assassinado por membros da realeza de Auranos jura vingança. O seu ódio cai sobre a princesa Cleo a quem ele julga ser culpada pelo o que aconteceu. Jonas foi um personagem que eu adorei hahah. E confesso até shippei um pouco com a Cleo, Afinal quem não ama um casal que se odeia? Sei que por vários momentos ele parece CEGO (literalmente) a respeito da sua vingança, mas eu entendi ali a sua batalha.


"Até mesmo na pessoa mais sombria e cruel ainda há uma ponta de bondade..."

Magnus e Lucia são irmãos. Magnus, sem saber que Lucia não é sua irmã verdadeira, nutre uma paixão por ela que o atormenta por achar ser proibida. Ele é forte e busca o reconhecimento (que não tem) do pai. Fazendo assim que ele faça algumas coisas que não quer para isso. Ele é um personagem que eu SINTO que vou amar no decorrer do livro. Lucia, apesar de ter toda uma profecia (a mais importante do livro) sobre ela, pareceu uma personagem sem sal e nem açúcar. Não senti conexão ou vontade de saber mais sobre ela. Vamos ver no decorrer dos livros.

Sobre o plot, a autora escreve super bem, é incrível ver como ela consegue pegar fatos tão "não tão interessantes" e transformar em algo que você fica doido para saber mais. Amei o fato também dos personagens serem interessantes (e diferentes um do outro) de se acompanhar, com plots instigantes.


"(...) Até mesmo dentro da pessoa mais sombria e cruel ainda há uma ponta de bondade. E dentro do virtuoso mais perfeito também existem trevas. A questão é: a pessoa cederá às trevas ou à luz? É algo que decidimos com cada escolha que fazemos, todos os dias de nossa existência. O que pode não ser maldade para você, pode ser para outro. Saber disso nos torna poderosos mesmo sem magia"

Os temas abordados são muito pertinentes, como destino, verdadeiro eu, ódio, amor e vingança. Alguns poucos fatos eu achei que poderiam ter sido mais bem elaborados e explorados, MAS é preciso ter em mente que esse é o primeiro de uma série, então né? Paciência mores. 

A queda dos reinos é daquele tipo de livro que você quer ler todo segundo! Bebendo água (eu li), comendo (eu li), assistindo filme (eu li), acordando de madrugada assustada do nada (eu li), no banheiro (kkk eu li!!!).

Eu demorei muito pensando no que escrever na resenha porque eu não tenho maturidade para escrever de forma "tranquila" de coisas que eu amei 😂. 🎶 is it too late now to say sorry 🎶.
.
Posso falar que no fim da leitura conclui que: Fiquei obcecada!! Quanto tempo faz que eu leio um livro e corro pro YouTube pra ver "fan casting"? 😍.  Ai meu deus cadê os outros?!.

(por sinal recomendo esse)



Por fim, o livro é recomendadíssimo (ja deu pra perceber que eu amei nível hard não é?) e para aqueles que estão procurando uma ótima fantasia (claramente é um livro para o público jovem, não no sentido negativo), com direito a magia, conflitos, profecias, sangue e paixões e tudo isso de forma leve e gostosa, este é o livro certo pra você.

O que você ainda está fazendo aqui? Vá comprar e ler agora!


"O maior sacrifício deve ser algo que a pessoa valorize. Sacrificar algo sem valor não faz sentido."

Sobre o autor


Morgan Rhodes vive em Ontário, Canadá. Quando criança, ela sempre quis ser uma princesa - o tipo que sabe como manejar uma espada afiada para ajudar a salvar os dois reinos e príncipes de dragões cuspidores de fogo e bruxos das trevas. Em vez disso, ela se tornou uma escritora, que é tão bom e muito menos perigoso. Junto com a escrita, Morgan gosta de fotografia, viajar, reality show, e é uma leitora extremamente exigente, mas voraz de todos os tipos de livros. Sob outro pseudônimo, ela é uma autora best-seller nacional de muitos romances paranormais. Falling Kingdoms é sua primeira grande fantasia.

Sobre a edição:

Achei a edição linda. A capa é a do livro original em inglês (eu adoro isso) e a diagramação está show! Não é um livro pesado (tem livros finos que são mesmo assim) então a leitura é muito confortável. Adorei.

Nota no Skoob


Beeeijos!




Deixe um comentário

quinta-feira, 10 de março de 2016

Resenha: A Queda dos Reinos - Morgan Rhodes

A Queda dos Reinos
Autor: Morgan Rhodes 
Ano: 2013
Páginas: 398
Editora: Seguinte
Sinopse: Numa terra em que a magia havia sido esquecida e a paz reinara durante séculos, uma agitação perigosa ganha forma quando três reinos começam a lutar pelo poder. Entre traições, negociações e batalhas, quatro jovens terão seus destinos entrelaçados para sempre: Cleo, a filha mais nova do rei de Auranos; Magnus, o primogênito do rei de Limeros; Jonas, um camponês rebelde de Paelsia; e Lucia, uma garota adotada pela família real de Limeros que busca a verdade sobre seu passado.
Em A queda dos reinos, Morgan Rhodes constrói uma mitologia complexa e fascinante, que mistura amor proibido, intrigas políticas e profecias milenares. Narrado pelos pontos de vista dos quatro protagonistas, este é o primeiro volume da série.


O que achei:

O livro gira em torno de três reinos: Paelsia, Auranos e Limeros. Reinos inimigos. Ricos e pobres. Em meio a um mundo que perdeu a fé na magia e uma guerra por território se aproxima.

Aqui temos quatro protagonistas. Cleo, Magnus, Lucia e Jonas. Que tem seus destinos entrelaçados por um destino sombrio. Cleo é a princesa de Auranos, Magnus é o príncipe de Limeros (Lucia é sua irmã) e Jonas é um revolucionário de Paelsia.

Cleo, apesar de ser o esteriótipo de princesa sempre em perigo e frágil, se mostrou uma ótima personagem ao decorrer do livro. Não aceitando o seu destino (de princesa eterna já que não assumiria o trono) e mesmo quando se vê em um grande problema ao testemunhar Aron (lord e seu possível prometido) matar por capricho um camponês de Paelsia (irmão de Jonas). Cleo não aceita, porém não faz nada naquele momento (pois Aron tem um grande segredo seu em mãos).

Jonas, ao ter o irmão assassinado por membros da realeza de Auranos jura vingança. O seu ódio cai sobre a princesa Cleo a quem ele julga ser culpada pelo o que aconteceu. Jonas foi um personagem que eu adorei hahah. E confesso até shippei um pouco com a Cleo, Afinal quem não ama um casal que se odeia? Sei que por vários momentos ele parece CEGO (literalmente) a respeito da sua vingança, mas eu entendi ali a sua batalha.


"Até mesmo na pessoa mais sombria e cruel ainda há uma ponta de bondade..."

Magnus e Lucia são irmãos. Magnus, sem saber que Lucia não é sua irmã verdadeira, nutre uma paixão por ela que o atormenta por achar ser proibida. Ele é forte e busca o reconhecimento (que não tem) do pai. Fazendo assim que ele faça algumas coisas que não quer para isso. Ele é um personagem que eu SINTO que vou amar no decorrer do livro. Lucia, apesar de ter toda uma profecia (a mais importante do livro) sobre ela, pareceu uma personagem sem sal e nem açúcar. Não senti conexão ou vontade de saber mais sobre ela. Vamos ver no decorrer dos livros.

Sobre o plot, a autora escreve super bem, é incrível ver como ela consegue pegar fatos tão "não tão interessantes" e transformar em algo que você fica doido para saber mais. Amei o fato também dos personagens serem interessantes (e diferentes um do outro) de se acompanhar, com plots instigantes.


"(...) Até mesmo dentro da pessoa mais sombria e cruel ainda há uma ponta de bondade. E dentro do virtuoso mais perfeito também existem trevas. A questão é: a pessoa cederá às trevas ou à luz? É algo que decidimos com cada escolha que fazemos, todos os dias de nossa existência. O que pode não ser maldade para você, pode ser para outro. Saber disso nos torna poderosos mesmo sem magia"

Os temas abordados são muito pertinentes, como destino, verdadeiro eu, ódio, amor e vingança. Alguns poucos fatos eu achei que poderiam ter sido mais bem elaborados e explorados, MAS é preciso ter em mente que esse é o primeiro de uma série, então né? Paciência mores. 

A queda dos reinos é daquele tipo de livro que você quer ler todo segundo! Bebendo água (eu li), comendo (eu li), assistindo filme (eu li), acordando de madrugada assustada do nada (eu li), no banheiro (kkk eu li!!!).

Eu demorei muito pensando no que escrever na resenha porque eu não tenho maturidade para escrever de forma "tranquila" de coisas que eu amei 😂. 🎶 is it too late now to say sorry 🎶.
.
Posso falar que no fim da leitura conclui que: Fiquei obcecada!! Quanto tempo faz que eu leio um livro e corro pro YouTube pra ver "fan casting"? 😍.  Ai meu deus cadê os outros?!.

(por sinal recomendo esse)



Por fim, o livro é recomendadíssimo (ja deu pra perceber que eu amei nível hard não é?) e para aqueles que estão procurando uma ótima fantasia (claramente é um livro para o público jovem, não no sentido negativo), com direito a magia, conflitos, profecias, sangue e paixões e tudo isso de forma leve e gostosa, este é o livro certo pra você.

O que você ainda está fazendo aqui? Vá comprar e ler agora!


"O maior sacrifício deve ser algo que a pessoa valorize. Sacrificar algo sem valor não faz sentido."

Sobre o autor


Morgan Rhodes vive em Ontário, Canadá. Quando criança, ela sempre quis ser uma princesa - o tipo que sabe como manejar uma espada afiada para ajudar a salvar os dois reinos e príncipes de dragões cuspidores de fogo e bruxos das trevas. Em vez disso, ela se tornou uma escritora, que é tão bom e muito menos perigoso. Junto com a escrita, Morgan gosta de fotografia, viajar, reality show, e é uma leitora extremamente exigente, mas voraz de todos os tipos de livros. Sob outro pseudônimo, ela é uma autora best-seller nacional de muitos romances paranormais. Falling Kingdoms é sua primeira grande fantasia.

Sobre a edição:

Achei a edição linda. A capa é a do livro original em inglês (eu adoro isso) e a diagramação está show! Não é um livro pesado (tem livros finos que são mesmo assim) então a leitura é muito confortável. Adorei.

Nota no Skoob


Beeeijos!