O Lado Feio do Amor.
Autor: Colleen Hoover
Ano: 2015 
Páginas: 336
Editora: Galera Record
Sinopse: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

O que achei:



"A diferença entre o lado bonito e o lado feio do amor é que o lado bonito é bem mais leve. A pessoa se sente como se estivesse flutuando. Ele ergue a pessoa. Carrega-a consigo. As partes bonitas do amor fazem você ficar acima do resto do mundo. Elas deixam a pessoa muito acima das coisas ruins , e a fazem olhar para todo o resto lá em baixo e pensar:Caramba . Quem bom que estou aqui em cima."

O livro conta a história de Tate Collins, que se muda para o apartamento do irmão Corbin. Milles Archer é um homem cheio de mistérios. É vizinho é amigo de Corbin. Quando o piloto de avião conhece a enfermeira, a atração é imediata. Mas, Milles tem apenas duas regras.

"Não pergunte sobre o passado. Não espere um futuro."

Este, Diferente de Métrica e Um caso perdido (os outros livros q li da autora) tem uma pegada bem diferente. O que na verdade liga as obras é a presença de alguém "quebrado" que tem demônios no passado.


O lado feio do amor é mais adulto, com direito a cenas de sexo bem descritivas e problemas adultos também. Aqui não são mais adolescentes e seus problemas são "de gente grande".

Eu realmente gostei bastante da Tate. Ela é uma mocinha divertida, e apesar de ser "maleável" não me irritou nem um pouco hahaha no final eu quase disse pra ela: "Deus te disse, desce e tem paciência com esse boy.". Porque OLHA!
O Milles é o típico personagem masculino de NA. Sexy, misterioso, bom de cama, sensível apesar de azedo, que sofre por um passado que ele esconde a mil Chaves.


Se ele me irritou? Não. Se ele me deu raiva? Não necessariamente.

Eu absolutamente amei o Milles da atualidade! Mas as partes dos flashbacks de seis anos antes (que tem toda vez que ocorre alguma situação que mostra um comportamento "peculiar" dele, para dar "pistas" do que aconteceu com ele. Mas meu Deus! Como o Milles do passado era chato! Meloso e exagerado. Se eu fosse a Tate nem ia querer saber dele.
A autora nesses momentos quis colocar alguns elementos que ela sempre coloca em seus livros (como aquele amor avassalador, poético e tal), mas acho que aqui não combinou muito sabe (fora que foi com a mocinha errada né miga?)? A quantidade muito grande de flashbacks não deixava com que eu me envolvesse 100% com a atualidade (e no meu caso, com o casal também).
A Colleen sempre tem um personagem (um amigo geralmente) que é aquele que rouba o meu coração. E em "O lado feio do amor" temos o Cap! Um senhorzinho que trabalha no prédio e vira amigo da Tate! Gente que fofo!!!! Ele foi o meu personagem favorito. Cheio de bons conselhos (e sabendo ser neutro) e deixando a Tate para cima quando ela precisava. LINDOOOOOO! ♥.


"O amor nem sempre é bonito ,Tate. As vezes  você passa o tempo inteiro desejando que um dia ele mude. Que melhore. E ai , antes que perceba , você já voltou para a estaca zero e perdeu o seu coração em algum lugar no meio do caminho."

Como não amar? Quero um amigo fofo assim. Adorei também o irmão da Tate (queria um livro dele) e o amigo Ian (queria um livro dele também aqlas).

Quando eu terminei a leitura (terminei no sábado) eu precisei de alguns dias para realmente me decidir sobre o que achei desse livro. É ruim? NÃO! Tanto que eu li o livro inteiro em horas! Na verdade todos os livros da Colleen Hoover tem essa "magia" que não te deixa largar.

Na hora de dar a nota foi uma tortura. Dei três a princípio, mas contando do meio pro fim , que vai ficando tudo muito bom, não poderia dar essa nota. Dei quatro, mas quatro eu dei para "Um caso perdido", que na minha opinião foi melhor. Por fim, fiquei com 3,5 (Skoob meu filho, coloca o meio nessas somas aí!). Se eu gostei?

Sim. Gostei bastante, mesmo com os motivos que eu citei acima. Como disse, "O lado feio do amor" é diferente dos outros livros da autora... Aqui, apesar do passado do Milles ser realmente bem triste e tenso, eu não chorei nem nada do tipo. Então posso considerar-lo até mesmo um livro "leve". As cenas de sexo, apesar de bem descritivas, não são de mal gosto ou sem noção (acreditem em mim, tem cada livro que só jesus). Mas, confesso que, dentro os que eu já li até hoje da autora, foi o mais fraco (o que não faz do livro ruim ou nem mesmo mediano). É bom, mas para o padrão Colleen Hoover deixou a desejar.

Se isso é ruim? Não! Colleen Hoover tem o DOM! Então todos os livros dela são bem escritos e com plots super bem amarrados. Recomendo a todos essa ótima experiência de leitura e conhecer essa autora incrível! 


"A dor sempre vai estar presente. O medo também. Mas a dor e o medo não são minha vida.São apenas momentos."

Sobre a autora


Colleen Hoover nasceu 11 de dezembro de 1979, em Sulphur Springs, Texas. Ela cresceu em Saltillo, Texas, e formou-se a partir de Saltillo High School, em 1998. Em 2000, ela se casou com Heath Hoover, com quem ela já tem três filhos e um porco chamado Sailor. Hoover formou na Texas a & M-Commerce com uma licenciatura em Serviço Social. Ela trabalhou vários trabalhos de ação social e de ensino, até que ela começou sua carreira como escritora. Em novembro de 2011, Colleen começou a escrever seu primeiro romance, sem nenhuma intenção de ser publicado. Ela foi inspirada por um poema lírico, "decidir o que ser e ir ser isso", a partir de uma canção Avett Brothers "Cabeça cheia de dúvidas / estrada cheia de promessas". Devido a isso, ela incorporou letras Avett Brothers em toda a história. Depois de alguns meses, seu romance foi revisado e dado 5 estrelas por grande blogger de livros, Maryse Preto. Com isso, as vendas aumentaram rapidamente, e por insistência dos fãs, teve sua sequela, Pointo de Retreat, ambos na lista New York Times Best Seller.

Sobre a edição:

Bem. A capa é linda, e tem uns efeitos nas bolhas da capa. Mas Galera Record, que miolo foi esse? Páginas brancas e finas, com sombra para a folha de trás.. Se não tivesse orelha eu teria certeza que é edição econômica. A autora não merece tamanho descaso!

Nas telinhas:

Atenção plantão globo!


SIM MORES! O livro vai virar filme e confesso que foi o teaser que me fez querer desesperadamente ler o livro!

Antes de eu falar sobre, FAVOR ASSISTAM!!


Não se convenceu ainda? Que tal ESSE MOTIVO?


Ai *suspira*. Pelo o que eu vi não tem ainda a atriz para a Tate. Mas já quero assistir!!


Nota no Skoob (3,5)


xX Beijos Xx


2 Comentários

Deixe um comentário

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Resenha: O Lado Feio do Amor - Colleen Hoover

O Lado Feio do Amor.
Autor: Colleen Hoover
Ano: 2015 
Páginas: 336
Editora: Galera Record
Sinopse: Quando Tate Collins se muda para o apartamento de seu irmão, Corbin, a fim de se dedicar ao mestrado em enfermagem, não imaginava conhecer o lado feio do amor. Um relacionamento onde companheirismo e cumplicidade não são prioridades. E o sexo parece ser o único objetivo. Mas Miles Archer, piloto de avião, vizinho e melhor amigo de Corbin, sabe ser persuasivo... apesar da armadura emocional que usa para esconder um passado de dor.O que Miles e Tate sentem não é amor à primeira vista, mas uma atração incontrolável. Em pouco tempo não conseguem mais resistir e se entregam ao desejo. O rapaz impõe duas regras: sem perguntas sobre o passado e sem esperanças para o futuro. Será um relacionamento casual. Eles têm a sintonia perfeita. Tate prometeu não se apaixonar. Mas vai descobrir que nenhuma regra é capaz de controlar o amor e o desejo.

O que achei:



"A diferença entre o lado bonito e o lado feio do amor é que o lado bonito é bem mais leve. A pessoa se sente como se estivesse flutuando. Ele ergue a pessoa. Carrega-a consigo. As partes bonitas do amor fazem você ficar acima do resto do mundo. Elas deixam a pessoa muito acima das coisas ruins , e a fazem olhar para todo o resto lá em baixo e pensar:Caramba . Quem bom que estou aqui em cima."

O livro conta a história de Tate Collins, que se muda para o apartamento do irmão Corbin. Milles Archer é um homem cheio de mistérios. É vizinho é amigo de Corbin. Quando o piloto de avião conhece a enfermeira, a atração é imediata. Mas, Milles tem apenas duas regras.

"Não pergunte sobre o passado. Não espere um futuro."

Este, Diferente de Métrica e Um caso perdido (os outros livros q li da autora) tem uma pegada bem diferente. O que na verdade liga as obras é a presença de alguém "quebrado" que tem demônios no passado.


O lado feio do amor é mais adulto, com direito a cenas de sexo bem descritivas e problemas adultos também. Aqui não são mais adolescentes e seus problemas são "de gente grande".

Eu realmente gostei bastante da Tate. Ela é uma mocinha divertida, e apesar de ser "maleável" não me irritou nem um pouco hahaha no final eu quase disse pra ela: "Deus te disse, desce e tem paciência com esse boy.". Porque OLHA!
O Milles é o típico personagem masculino de NA. Sexy, misterioso, bom de cama, sensível apesar de azedo, que sofre por um passado que ele esconde a mil Chaves.


Se ele me irritou? Não. Se ele me deu raiva? Não necessariamente.

Eu absolutamente amei o Milles da atualidade! Mas as partes dos flashbacks de seis anos antes (que tem toda vez que ocorre alguma situação que mostra um comportamento "peculiar" dele, para dar "pistas" do que aconteceu com ele. Mas meu Deus! Como o Milles do passado era chato! Meloso e exagerado. Se eu fosse a Tate nem ia querer saber dele.
A autora nesses momentos quis colocar alguns elementos que ela sempre coloca em seus livros (como aquele amor avassalador, poético e tal), mas acho que aqui não combinou muito sabe (fora que foi com a mocinha errada né miga?)? A quantidade muito grande de flashbacks não deixava com que eu me envolvesse 100% com a atualidade (e no meu caso, com o casal também).
A Colleen sempre tem um personagem (um amigo geralmente) que é aquele que rouba o meu coração. E em "O lado feio do amor" temos o Cap! Um senhorzinho que trabalha no prédio e vira amigo da Tate! Gente que fofo!!!! Ele foi o meu personagem favorito. Cheio de bons conselhos (e sabendo ser neutro) e deixando a Tate para cima quando ela precisava. LINDOOOOOO! ♥.


"O amor nem sempre é bonito ,Tate. As vezes  você passa o tempo inteiro desejando que um dia ele mude. Que melhore. E ai , antes que perceba , você já voltou para a estaca zero e perdeu o seu coração em algum lugar no meio do caminho."

Como não amar? Quero um amigo fofo assim. Adorei também o irmão da Tate (queria um livro dele) e o amigo Ian (queria um livro dele também aqlas).

Quando eu terminei a leitura (terminei no sábado) eu precisei de alguns dias para realmente me decidir sobre o que achei desse livro. É ruim? NÃO! Tanto que eu li o livro inteiro em horas! Na verdade todos os livros da Colleen Hoover tem essa "magia" que não te deixa largar.

Na hora de dar a nota foi uma tortura. Dei três a princípio, mas contando do meio pro fim , que vai ficando tudo muito bom, não poderia dar essa nota. Dei quatro, mas quatro eu dei para "Um caso perdido", que na minha opinião foi melhor. Por fim, fiquei com 3,5 (Skoob meu filho, coloca o meio nessas somas aí!). Se eu gostei?

Sim. Gostei bastante, mesmo com os motivos que eu citei acima. Como disse, "O lado feio do amor" é diferente dos outros livros da autora... Aqui, apesar do passado do Milles ser realmente bem triste e tenso, eu não chorei nem nada do tipo. Então posso considerar-lo até mesmo um livro "leve". As cenas de sexo, apesar de bem descritivas, não são de mal gosto ou sem noção (acreditem em mim, tem cada livro que só jesus). Mas, confesso que, dentro os que eu já li até hoje da autora, foi o mais fraco (o que não faz do livro ruim ou nem mesmo mediano). É bom, mas para o padrão Colleen Hoover deixou a desejar.

Se isso é ruim? Não! Colleen Hoover tem o DOM! Então todos os livros dela são bem escritos e com plots super bem amarrados. Recomendo a todos essa ótima experiência de leitura e conhecer essa autora incrível! 


"A dor sempre vai estar presente. O medo também. Mas a dor e o medo não são minha vida.São apenas momentos."

Sobre a autora


Colleen Hoover nasceu 11 de dezembro de 1979, em Sulphur Springs, Texas. Ela cresceu em Saltillo, Texas, e formou-se a partir de Saltillo High School, em 1998. Em 2000, ela se casou com Heath Hoover, com quem ela já tem três filhos e um porco chamado Sailor. Hoover formou na Texas a & M-Commerce com uma licenciatura em Serviço Social. Ela trabalhou vários trabalhos de ação social e de ensino, até que ela começou sua carreira como escritora. Em novembro de 2011, Colleen começou a escrever seu primeiro romance, sem nenhuma intenção de ser publicado. Ela foi inspirada por um poema lírico, "decidir o que ser e ir ser isso", a partir de uma canção Avett Brothers "Cabeça cheia de dúvidas / estrada cheia de promessas". Devido a isso, ela incorporou letras Avett Brothers em toda a história. Depois de alguns meses, seu romance foi revisado e dado 5 estrelas por grande blogger de livros, Maryse Preto. Com isso, as vendas aumentaram rapidamente, e por insistência dos fãs, teve sua sequela, Pointo de Retreat, ambos na lista New York Times Best Seller.

Sobre a edição:

Bem. A capa é linda, e tem uns efeitos nas bolhas da capa. Mas Galera Record, que miolo foi esse? Páginas brancas e finas, com sombra para a folha de trás.. Se não tivesse orelha eu teria certeza que é edição econômica. A autora não merece tamanho descaso!

Nas telinhas:

Atenção plantão globo!


SIM MORES! O livro vai virar filme e confesso que foi o teaser que me fez querer desesperadamente ler o livro!

Antes de eu falar sobre, FAVOR ASSISTAM!!


Não se convenceu ainda? Que tal ESSE MOTIVO?


Ai *suspira*. Pelo o que eu vi não tem ainda a atriz para a Tate. Mas já quero assistir!!


Nota no Skoob (3,5)


xX Beijos Xx