Calafrio (Trilogia Os Lobos de Mercy Falls - Livro 01)
Autor: Maggie Stiefvater 
Ano: 2015 
Páginas: 344
Editora: Agir Now
Sinopse: O frio. Grace passou anos a observar os lobos no bosque próximo à sua casa. Um deles, um belo lobo de olhos amarelos, a observa também. Ele parece familiar, mas ela não sabe por quê. O calor. Sam vive duas vidas. Como lobo, ele é um companheiro silencioso da garota que ama. E, por um curto período a cada ano, ele é humano, nunca corajoso o bastante para falar com Grace… até agora. O calafrio. Para Grace e Sam, o amor sempre foi mantido a distância. Mas uma vez revelado, não pode ser negado. Sam precisa lutar para continuar humano, e Grace precisa lutar para ficar ao seu lado — mesmo que isso signifique enfrentar os traumas do passado, a fragilidade do presente e as impossibilidades do futuro.

O que achei



“Eu olhei para aqueles olhos o máximo de tempo que consegui. Amarelos. E, de perto, brilhavam com cada tom de dourado e caramelo. Eu não queria que ele desviasse o olhar, e ele não o fez.”

O livro conta a história de Grace, uma menina de 17 anos, que seis anos antes havia sido levada por lobos que viviam em um bosque próximo da sua casa. E mesmo anos depois ela não consegue esquecer o lobo de profundos olhos amarelos que a salvou. É desde então ela sempre espera o inverno para vê-lo novamente e com ele trocar diálogos silenciosos. 

Confesso que esses primeiros capítulos em que Sam ainda era um lobo e eu não entendia muito bem aquela ligação avassaladora (eu tenho problema com "instalove" vocês já sabem haha) entre ele e Grace e eu estava ficando bem decepcionada e perdida. A sensação era como se eu estivesse lendo o segundo livro de uma serie em que eu havia "perdido" um pedaço da história. 



Ai quando enfim ele virou humano, o livro ficou com um fluxo mais interessante. As emoções dos personagens começaram a ser trabalhadas de forma mais profunda e era como se agora sim eu lia o "primeiro livro". Coloquei no meu spotify as minhas playlist favoritas de Indie Rock e me joguei. O livro é muito gostoso de ler! Tem umas partes meio "forçadas", mas eu gostei bastante! O Sam é uma coisa bem fofinha. E eu gostei de , apesar de ter um toque adolescente, o livro solta umas "pimentinhas". haha adorei esse detalhe. A "ação" acontece logo no primeiro livro. Achei moderno! hahah sabemos COMO as autoras desse tipo de livros adoram enrolar mil anos. 



"Eu podia ver seus olhos cintilando na penumbra, não muito longe de mim. - Eles a morderam, você deveria ter se transformado também, sabia? (...) - Às vezes, acho que gostaria que tivesse acontecido isso - falei. Ele fechou os olhos, a quilômetros de distância do outro lado da cama. - Às vezes, eu também"


O livro é todo dividido em dois pontos de vistas: um de Grace e um de Sam. O que eu adoro, pois faz com que saibamos o que se passa na mente de cada um e sem precisar daquele famoso livro "pelo ponto de vista do cara". Apesar de gostar muito da Grace, eu gostei mais de ler as partes do Sam. Sim, eu amo uma coisa mais atormentada haha. Acho que é meu lado psicóloga agindo! Brincadeiras a parte, achei ótimo esse estilo de narrativa usado pela autora, pois ela já vai resolvendo algumas dúvidas que vão surgindo durante a história. 


"Nós lobos fazemos muita coisa: transformamos, escondemos, cantamos sob a lua pálida e solitária - mas nunca desaparecemos completamente. Humanos desaparecem. Humanos fazem de nós monstros."

Eu já tinha ouvido falar do estilo peculiar da Maggie Stiefvater de escrever seus livros. Abordando o diferente e sendo criativa ao realizar a tarefa. Talvez seja essa característica que tenha causado estranheza em mim durante a leitura, impedindo que eu "mergulhasse" na história desde o seu princípio.
O livro é cheio de ação e é interessante o "universo" de lobos que a Maggie criou. Em que agora não é a lua cheia que controla ele e sim o frio. Acredito sim que poderia ser um livro único (se fosse um pouco maior), mas ao final da história, vários ganchos são deixados para os outros livros da série. 
Calafrio é sim cheio de clichês adolescentes, meio estilo crepúsculo (apesar da mocinha ser menos mimizenta), mas eu gostei. Eu adoro crepúsculo kkkk então ne?

Grace foi mordida, por que não virou loba?
Este era o ultimo ano de Sam como humano. Como será que o casal ficará junto?
Será que aparecerá outro lobo?
Será que Shelby irá perturbar o casal no seu intuito de ser a loba alfa junto com Sam?


Já estou louca para ler os outros livros e saber das respostas! 

Este é o primeiro volume da serie "Os lobos de Mercy Falls". Eles são publicados agora pela Agir Now e ganharam essa capa maravilinda! já quero ler os próximos. 


Sobre a autora


Maggie (18/11/1981) vive na Virginia com o marido, os dois filhos pequenos, dois cachorros, um gato e um camaro 1973. Ela é uma grande artista da música, é desenhista e atualmente apenas se dedica a carreira de escritora.

Sobre a edição


Os livros ganharam uma nova capa esse ano pela Agir Now selo da Editora Nova Fronteira. Agora os livros da série tem um fotinha de lobo na frente. E liiiindos! Nesta edição tem um lobo branco de olhos amarelos como o Sam e a floresta ao redor tem um acabamento (meio fosco) diferenciado do material da capa. Uma lindeza!

Nas telinhas: Para variar, o livro tem os direitos comprados para adaptação. Pela Unique Features em parceria com a Warner Bros. Já tinha até roteirista e diretor "indicado ao Oscar" e tinha previsão de lançamento para 2014. Estamos quase em 2016 e pelo visto mais um livro bom que tem os direitos comprados e vai para a geladeira. Que dó.





Nota no Skoob




XX Beijos XX


Deixe um comentário

quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Resenha: Calafrio - Maggie Stiefvater

Calafrio (Trilogia Os Lobos de Mercy Falls - Livro 01)
Autor: Maggie Stiefvater 
Ano: 2015 
Páginas: 344
Editora: Agir Now
Sinopse: O frio. Grace passou anos a observar os lobos no bosque próximo à sua casa. Um deles, um belo lobo de olhos amarelos, a observa também. Ele parece familiar, mas ela não sabe por quê. O calor. Sam vive duas vidas. Como lobo, ele é um companheiro silencioso da garota que ama. E, por um curto período a cada ano, ele é humano, nunca corajoso o bastante para falar com Grace… até agora. O calafrio. Para Grace e Sam, o amor sempre foi mantido a distância. Mas uma vez revelado, não pode ser negado. Sam precisa lutar para continuar humano, e Grace precisa lutar para ficar ao seu lado — mesmo que isso signifique enfrentar os traumas do passado, a fragilidade do presente e as impossibilidades do futuro.

O que achei



“Eu olhei para aqueles olhos o máximo de tempo que consegui. Amarelos. E, de perto, brilhavam com cada tom de dourado e caramelo. Eu não queria que ele desviasse o olhar, e ele não o fez.”

O livro conta a história de Grace, uma menina de 17 anos, que seis anos antes havia sido levada por lobos que viviam em um bosque próximo da sua casa. E mesmo anos depois ela não consegue esquecer o lobo de profundos olhos amarelos que a salvou. É desde então ela sempre espera o inverno para vê-lo novamente e com ele trocar diálogos silenciosos. 

Confesso que esses primeiros capítulos em que Sam ainda era um lobo e eu não entendia muito bem aquela ligação avassaladora (eu tenho problema com "instalove" vocês já sabem haha) entre ele e Grace e eu estava ficando bem decepcionada e perdida. A sensação era como se eu estivesse lendo o segundo livro de uma serie em que eu havia "perdido" um pedaço da história. 



Ai quando enfim ele virou humano, o livro ficou com um fluxo mais interessante. As emoções dos personagens começaram a ser trabalhadas de forma mais profunda e era como se agora sim eu lia o "primeiro livro". Coloquei no meu spotify as minhas playlist favoritas de Indie Rock e me joguei. O livro é muito gostoso de ler! Tem umas partes meio "forçadas", mas eu gostei bastante! O Sam é uma coisa bem fofinha. E eu gostei de , apesar de ter um toque adolescente, o livro solta umas "pimentinhas". haha adorei esse detalhe. A "ação" acontece logo no primeiro livro. Achei moderno! hahah sabemos COMO as autoras desse tipo de livros adoram enrolar mil anos. 



"Eu podia ver seus olhos cintilando na penumbra, não muito longe de mim. - Eles a morderam, você deveria ter se transformado também, sabia? (...) - Às vezes, acho que gostaria que tivesse acontecido isso - falei. Ele fechou os olhos, a quilômetros de distância do outro lado da cama. - Às vezes, eu também"


O livro é todo dividido em dois pontos de vistas: um de Grace e um de Sam. O que eu adoro, pois faz com que saibamos o que se passa na mente de cada um e sem precisar daquele famoso livro "pelo ponto de vista do cara". Apesar de gostar muito da Grace, eu gostei mais de ler as partes do Sam. Sim, eu amo uma coisa mais atormentada haha. Acho que é meu lado psicóloga agindo! Brincadeiras a parte, achei ótimo esse estilo de narrativa usado pela autora, pois ela já vai resolvendo algumas dúvidas que vão surgindo durante a história. 


"Nós lobos fazemos muita coisa: transformamos, escondemos, cantamos sob a lua pálida e solitária - mas nunca desaparecemos completamente. Humanos desaparecem. Humanos fazem de nós monstros."

Eu já tinha ouvido falar do estilo peculiar da Maggie Stiefvater de escrever seus livros. Abordando o diferente e sendo criativa ao realizar a tarefa. Talvez seja essa característica que tenha causado estranheza em mim durante a leitura, impedindo que eu "mergulhasse" na história desde o seu princípio.
O livro é cheio de ação e é interessante o "universo" de lobos que a Maggie criou. Em que agora não é a lua cheia que controla ele e sim o frio. Acredito sim que poderia ser um livro único (se fosse um pouco maior), mas ao final da história, vários ganchos são deixados para os outros livros da série. 
Calafrio é sim cheio de clichês adolescentes, meio estilo crepúsculo (apesar da mocinha ser menos mimizenta), mas eu gostei. Eu adoro crepúsculo kkkk então ne?

Grace foi mordida, por que não virou loba?
Este era o ultimo ano de Sam como humano. Como será que o casal ficará junto?
Será que aparecerá outro lobo?
Será que Shelby irá perturbar o casal no seu intuito de ser a loba alfa junto com Sam?


Já estou louca para ler os outros livros e saber das respostas! 

Este é o primeiro volume da serie "Os lobos de Mercy Falls". Eles são publicados agora pela Agir Now e ganharam essa capa maravilinda! já quero ler os próximos. 


Sobre a autora


Maggie (18/11/1981) vive na Virginia com o marido, os dois filhos pequenos, dois cachorros, um gato e um camaro 1973. Ela é uma grande artista da música, é desenhista e atualmente apenas se dedica a carreira de escritora.

Sobre a edição


Os livros ganharam uma nova capa esse ano pela Agir Now selo da Editora Nova Fronteira. Agora os livros da série tem um fotinha de lobo na frente. E liiiindos! Nesta edição tem um lobo branco de olhos amarelos como o Sam e a floresta ao redor tem um acabamento (meio fosco) diferenciado do material da capa. Uma lindeza!

Nas telinhas: Para variar, o livro tem os direitos comprados para adaptação. Pela Unique Features em parceria com a Warner Bros. Já tinha até roteirista e diretor "indicado ao Oscar" e tinha previsão de lançamento para 2014. Estamos quase em 2016 e pelo visto mais um livro bom que tem os direitos comprados e vai para a geladeira. Que dó.





Nota no Skoob




XX Beijos XX