Quando Cai o Raio (Desaparecidos #1)
Autor: Meg Cabot 
Ano: 2011 
Páginas: 272
Editora: Galera Record
Sinopse: Mandaram que eu escrevesse um relato, em primeira pessoa, sobre o que aconteceu comigo, falando toda a verdade e nada mais do que a verdade. Então tá. O que aconteceu comigo: fui atingida por um raio. Tudo culpa da Ruth, que resolveu que queria voltar da escola andando, para queimar uns quilinhos... Acabou que eu é quem fui queimada. Ninguém acreditou em mim, nem eu mesma, pra ser sincera. Eu não estava me sentindo mal, não tinha nenhuma marca ou machucado... Nem estava chamuscada! Mas logo as coisas começaram a mudar. Quando acordei no dia seguinte, de alguma forma sabia onde estavam as duas crianças cujas fotos estampavam a caixa de leite, aquelas do Disque-Desaparecidos, sabe? Pois é. Eu tinha certeza absoluta sobre onde elas estavam. O problema é que eu achava que estava fazendo uma coisa boa! Liguei para o Disque-Desaparecidos e avisei à simpática senhorinha onde estavam essas duas crianças, e depois mais outras... Até que dois não-tão-simpáticos agentes federais apareceram na minha escola para conversar comigo. Até parece! Agora sou foragida da justiça, tenho que ajudar um dos meninos que foram encontrados e ainda preciso disfarçar o quanto o motoqueiro da sala de detenção mexe comigo. Ainda bem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar... Certo?


O que acheiJess é uma adolescente de 16 anos. Um dia ao voltar de um dos castigos, a sua amiga Ruth tem a brilhante ideia de ir caminhando para casa afim de perder algumas calorias. Porém, no meio do caminho começa uma tempestade e elas vão se esconder em uma cobertura de metal mesmo sabendo que é perigoso por atrair raios. Até que: Um raio cai na arquibancada e a atinge. E Jess não sente nada.

Ao ir para casa conta o que aconteceu, mas ninguém acredita nela já que não há nem uma marca no seu corpo. Bem. Uma marca de saída do raio pelo menos. 
No outro dia acorda tendo duas certezas: Uma que não tinha morrido e outra que saiba onde estavam Sean O'Hanahan e Olivia Maria D'Amato. Duas pessoas que ela nem ao menos conhecia. Jess vai com bad boy Rob ate um dos locais e encontra Sean. Assim então, dia após dia ela liga para o 0800 de crianças desaparecidas e conta onde elas estão.
Ate que, uma dupla de agentes do FBI aparecem na sua escola para descobrir como ela sabe dos paradeiros. 
E agora? Jess parece ter se metido em uma confusão maior do que as que costuma me meter. Será que vão acreditar na sua história? 
Acontece que sim. E Jess de uma adolescente encrenqueira da escola vira a "Tocada pelo dedo de Deus" é a partir dai ela vai se meter em encrenca atras de encrenca junto com o pequeno Sean, o menino que Jess "ajuda" e que acabou o metendo em apuros e agora precisa tirá-lo dessa Rosto com lágrimas de alegria gente! Esse livro é demais! Confesso que tenho uma verdadeira relação de amor e ódio com a Meg Cabot. Existem livros dela que eu amo e também livros que eu odeio. Eu nunca sei o que esperar e por isso acabo evitando a autora por muitas vezes. Porém, "Quando Cai o Raio" é muito bom! 
Engraçado sem ser infantil ou caricato. Sobre a protagonista, eu gostei demais dela Dois corações. Rob o motoqueiro "caipira" é um adendo e tanto! Os dois formam um casal bem delicinha de se acompanhar. E Sean? Ah amei!
Este é o 1º de uma serie chamada "Desaparecidos". A serie é composta por 5 livros e aqui no Brasil 4 livros já foram publicados pela Editora Record Rosto sorridente com olhos sorridentes já quero todos! Coração preto grosso 
"Sim, claro, eu tinha sido tocada pelo dedo de Deus mesmo. A pergunta era: qual dedo?"
Ps. E COMO não amar um livro que cita Arquivo X e amorzinho Mulder/Scully? Dois coraçõesCoração preto grosso

Sobre a autora

Meggin Patricia Cabot, mais conhecida pela abreviação Meg Cabot ou Patricia Cabot ou pelo seu pseudônimo Jenny Carroll (Bloomington, 1 de fevereiro de 1967), é uma escritora estadunidense. É mundialmente famosa por ser autora de mais de 60 livros, dentre os quais seu maior bestseller é a série de dez volumes O Diário da Princesa. Atualmente Meg vive com seu marido e sua gata de um olho só chamada Henrietta em Nova Iorque. Quando jovem, Meg passava horas a fio lendo as obras completas de Jane Austen, Judy Blume e Barbara Cartland. Munida com seu diploma de graduação em Artes na Universidade de Indiana, Meg se mudou para Nova Iorque, com a intenção de seguir uma carreira de ilustradora autônoma. A ilustração, entretanto, logo cedeu lugar à verdadeira paixão de Meg - a composição literária

Nota no Skoob


XX Beijos XX


Deixe um comentário

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Resenha: Quando Cai o Raio - Meg Cabot

Quando Cai o Raio (Desaparecidos #1)
Autor: Meg Cabot 
Ano: 2011 
Páginas: 272
Editora: Galera Record
Sinopse: Mandaram que eu escrevesse um relato, em primeira pessoa, sobre o que aconteceu comigo, falando toda a verdade e nada mais do que a verdade. Então tá. O que aconteceu comigo: fui atingida por um raio. Tudo culpa da Ruth, que resolveu que queria voltar da escola andando, para queimar uns quilinhos... Acabou que eu é quem fui queimada. Ninguém acreditou em mim, nem eu mesma, pra ser sincera. Eu não estava me sentindo mal, não tinha nenhuma marca ou machucado... Nem estava chamuscada! Mas logo as coisas começaram a mudar. Quando acordei no dia seguinte, de alguma forma sabia onde estavam as duas crianças cujas fotos estampavam a caixa de leite, aquelas do Disque-Desaparecidos, sabe? Pois é. Eu tinha certeza absoluta sobre onde elas estavam. O problema é que eu achava que estava fazendo uma coisa boa! Liguei para o Disque-Desaparecidos e avisei à simpática senhorinha onde estavam essas duas crianças, e depois mais outras... Até que dois não-tão-simpáticos agentes federais apareceram na minha escola para conversar comigo. Até parece! Agora sou foragida da justiça, tenho que ajudar um dos meninos que foram encontrados e ainda preciso disfarçar o quanto o motoqueiro da sala de detenção mexe comigo. Ainda bem que um raio não cai duas vezes no mesmo lugar... Certo?


O que acheiJess é uma adolescente de 16 anos. Um dia ao voltar de um dos castigos, a sua amiga Ruth tem a brilhante ideia de ir caminhando para casa afim de perder algumas calorias. Porém, no meio do caminho começa uma tempestade e elas vão se esconder em uma cobertura de metal mesmo sabendo que é perigoso por atrair raios. Até que: Um raio cai na arquibancada e a atinge. E Jess não sente nada.

Ao ir para casa conta o que aconteceu, mas ninguém acredita nela já que não há nem uma marca no seu corpo. Bem. Uma marca de saída do raio pelo menos. 
No outro dia acorda tendo duas certezas: Uma que não tinha morrido e outra que saiba onde estavam Sean O'Hanahan e Olivia Maria D'Amato. Duas pessoas que ela nem ao menos conhecia. Jess vai com bad boy Rob ate um dos locais e encontra Sean. Assim então, dia após dia ela liga para o 0800 de crianças desaparecidas e conta onde elas estão.
Ate que, uma dupla de agentes do FBI aparecem na sua escola para descobrir como ela sabe dos paradeiros. 
E agora? Jess parece ter se metido em uma confusão maior do que as que costuma me meter. Será que vão acreditar na sua história? 
Acontece que sim. E Jess de uma adolescente encrenqueira da escola vira a "Tocada pelo dedo de Deus" é a partir dai ela vai se meter em encrenca atras de encrenca junto com o pequeno Sean, o menino que Jess "ajuda" e que acabou o metendo em apuros e agora precisa tirá-lo dessa Rosto com lágrimas de alegria gente! Esse livro é demais! Confesso que tenho uma verdadeira relação de amor e ódio com a Meg Cabot. Existem livros dela que eu amo e também livros que eu odeio. Eu nunca sei o que esperar e por isso acabo evitando a autora por muitas vezes. Porém, "Quando Cai o Raio" é muito bom! 
Engraçado sem ser infantil ou caricato. Sobre a protagonista, eu gostei demais dela Dois corações. Rob o motoqueiro "caipira" é um adendo e tanto! Os dois formam um casal bem delicinha de se acompanhar. E Sean? Ah amei!
Este é o 1º de uma serie chamada "Desaparecidos". A serie é composta por 5 livros e aqui no Brasil 4 livros já foram publicados pela Editora Record Rosto sorridente com olhos sorridentes já quero todos! Coração preto grosso 
"Sim, claro, eu tinha sido tocada pelo dedo de Deus mesmo. A pergunta era: qual dedo?"
Ps. E COMO não amar um livro que cita Arquivo X e amorzinho Mulder/Scully? Dois coraçõesCoração preto grosso

Sobre a autora

Meggin Patricia Cabot, mais conhecida pela abreviação Meg Cabot ou Patricia Cabot ou pelo seu pseudônimo Jenny Carroll (Bloomington, 1 de fevereiro de 1967), é uma escritora estadunidense. É mundialmente famosa por ser autora de mais de 60 livros, dentre os quais seu maior bestseller é a série de dez volumes O Diário da Princesa. Atualmente Meg vive com seu marido e sua gata de um olho só chamada Henrietta em Nova Iorque. Quando jovem, Meg passava horas a fio lendo as obras completas de Jane Austen, Judy Blume e Barbara Cartland. Munida com seu diploma de graduação em Artes na Universidade de Indiana, Meg se mudou para Nova Iorque, com a intenção de seguir uma carreira de ilustradora autônoma. A ilustração, entretanto, logo cedeu lugar à verdadeira paixão de Meg - a composição literária

Nota no Skoob


XX Beijos XX