Lembra de mim?
Autor: Sophie Kinsella
Ano: 2009 
Páginas: 400
Editora: Record
Sinopse: Lexi desperta em um leito de hospital após um acidente de carro, pensando que está em 2004, que tem 25 anos, uma aparência desleixada e um namoro desastroso. Mas, para sua surpresa, ela descobre que está em 2007, tem 28 anos, é chefe de seu departamento e sua aparência está impecável. E ainda é casada com um lindo milionário! Ela não pode acreditar na sorte que teve. Mas conforme ela descobre mais sobre a nova Lexi, nota problemas graves em sua vida perfeita. E, para completar, uma revelação bombástica pode ser sua única esperança de recuperar a memória.

O que achei



 "Não seria ótimo se apenas uma vez, apenas uma vez, a vida se ajeitasse magicamente?" 

A Sophie Kinsella é o mais próximo que tenho de autora favorita. Apesar de que eu não gosto de definir isso por não achar que devemos julgar por autor e sim por livro afinal quase sempre tem AQUELE livro meia boca, AQUELA música mais ou menos, AQUELE filme que poderia ter deixado passar... Mas, como ate então eu nunca havia sido decepcionada pela autora, eu me joguei de cabeça. "Lembra de Mim" foi colocado por mim na TBR (to be read) que tenho com a Monique e a Danni por achar que seria um acerto de olhos fechados. O livro começa com Lexi "dente torto" saindo de uma festinha com as melhores amigas e esperando o namorado "Dave Fracassado" até que ao pegar um taxi ela cai no chão e perde a consciência. Ela acorda no hospital e para a sua surpresa o motivo de ela estar ali é outro acidente (agora de carro) e três anos depois do que ela se lembra! É quando ela se desespera em ver que tudo mudou. Não só a sua aparência, a sua vida financeira, a irmãnzinha Amy virou uma vigarista, suas amigas a odeiam (seu apelido agora é vaca-chefe-do-inferno), seu trabalho... Como também... Ela está CASADA! E com um homem que nem ao menos se lembra de conhecer. 
Eric, seu esposo, sua família e os "novos" melhores amigos tentam ajuda-la a lembrar das coisas até que um estranho, que o marido apresente como sendo seu amigo, diz que a ama e que ela o ama também. Que ela não era feliz com o marido e que queria abandoná-lo para que eles ficassem juntos. Lexi não acredita e ao ir embora ele sussurra em seu ouvido: "Você não sabe de nada da sua vida".
E Lexi não sabe mesmo. Não só pela perda da memória. Ela é tudo o que nunca imaginou que seria. É a Lexi "Naja", a Lexi egoísta, fútil, dura e... Infiel. 
"Lembra de mim" é sobre segundas chances. É como você ver a sua vida pelos olhos dos outros e ver o que se tornou. E sentir vergonha disso. Tentar fazer a diferença. 


"Essa não sou eu! Não sou! Eu não sou essa pessoa! Eu não quero ser ela! Lagrimas estavam queimando meus olhos. Eu começo a dar puxões nos prendedores do meu coque, de repente desesperada para acabar com esta situação. Não sou o tipo de pessoa que usa
ternos beges! Eu não sou o tipo de pessoa que usa seus cabelos em um rolo todos os dias. Eu não sou o tipo de pessoa que paga mil libras por vinho. Eu não sou o tipo de pessoa que... que vende seus amigos...''

Eu sou apaixonada pela Sophie Kinsella. Ela sempre tem um jeitinho especial de escrever, colocando momentos engraçados e absurdos que você se identifica mesmo dizendo que não haha. Como falei no início da resenha, Sophie é o que mais se aproxima para mim de autora favorita... Porém desta vez a leitura não rendeu como poderia. Ou eu esperava. Confesso que não sou amante desse plot de "perda de memória + vida nova" a não ser em filmes (De repente 30 ♥) e quis ler esse livro por ser da Sophie. "Lembra de Mim" não é um livro "ruim" ou até mesmo regular, porém em meio a tantos livros ÓTIMOS da autora, ele fica ali na lanterna. Uma leitura agradável e gostosinha estilo Sophie Kinsella. O livro tem 400 páginas que voam! É incrível o poder que a Sophie tem de fazer um livro que flui rápido! Mas se você vai começar a ler os livros da autora, não recomendo começar por este. Acho que a história enrolou um pouco, eu entendo que o plot pedia isso... As coisas irem devagar, mas acho que algumas coisas poderiam ter acontecido logo. O livro não foi tão engraçado como normalmente são os livros dela e esperei um pouco mais do final (apesar da referencia à Bad Day!!! Meu deus uma das músicas da minha vida ♥). 
Recomendo por ser Sophie. E ela ser sim a melhor escritora do gênero. Recomendo o livro para os amantes de livros divertidos e para passar o tempo (o tempo voa em companhia da autora) só esperei mais por ser dela, mas mesmo assim muito bom. Dentro do gênero.

Sobre a autora

Sophie Kinsella (nascida Madeleine Wickham, Londres, 12 de dezembro de 1969) é uma escritora britânica. Foi uma ex-jornalista de economia, com especialização na área financeira e começou uma carreira como escritora. Autora da famosa série Becky Bloom (que virou até filme). Usa o nome de Sophie kinsella para as publicações de livros no estilo Chick lit e o seu nome verdadeiro Madeleine Wickham para livros contemporâneos.



Sobre a edição: Os livros da Sophie todos seguem a mesmo formato. Capa colorida com uns detalhes fofos, páginas brancas (as que não atrapalham), sempre a fonte é diferenciada da normal usada em livros normais e as páginas são bem grossas o que dá aquela alegria de ler um pouquinho e parecer que leu um montão hahahaha. 

Nota no Skoob:

Só porque eu amo ♥

XX Beijos XX


Deixe um comentário

sábado, 19 de setembro de 2015

Resenha: Lembra de mim? - Sophie Kinsella

Lembra de mim?
Autor: Sophie Kinsella
Ano: 2009 
Páginas: 400
Editora: Record
Sinopse: Lexi desperta em um leito de hospital após um acidente de carro, pensando que está em 2004, que tem 25 anos, uma aparência desleixada e um namoro desastroso. Mas, para sua surpresa, ela descobre que está em 2007, tem 28 anos, é chefe de seu departamento e sua aparência está impecável. E ainda é casada com um lindo milionário! Ela não pode acreditar na sorte que teve. Mas conforme ela descobre mais sobre a nova Lexi, nota problemas graves em sua vida perfeita. E, para completar, uma revelação bombástica pode ser sua única esperança de recuperar a memória.

O que achei



 "Não seria ótimo se apenas uma vez, apenas uma vez, a vida se ajeitasse magicamente?" 

A Sophie Kinsella é o mais próximo que tenho de autora favorita. Apesar de que eu não gosto de definir isso por não achar que devemos julgar por autor e sim por livro afinal quase sempre tem AQUELE livro meia boca, AQUELA música mais ou menos, AQUELE filme que poderia ter deixado passar... Mas, como ate então eu nunca havia sido decepcionada pela autora, eu me joguei de cabeça. "Lembra de Mim" foi colocado por mim na TBR (to be read) que tenho com a Monique e a Danni por achar que seria um acerto de olhos fechados. O livro começa com Lexi "dente torto" saindo de uma festinha com as melhores amigas e esperando o namorado "Dave Fracassado" até que ao pegar um taxi ela cai no chão e perde a consciência. Ela acorda no hospital e para a sua surpresa o motivo de ela estar ali é outro acidente (agora de carro) e três anos depois do que ela se lembra! É quando ela se desespera em ver que tudo mudou. Não só a sua aparência, a sua vida financeira, a irmãnzinha Amy virou uma vigarista, suas amigas a odeiam (seu apelido agora é vaca-chefe-do-inferno), seu trabalho... Como também... Ela está CASADA! E com um homem que nem ao menos se lembra de conhecer. 
Eric, seu esposo, sua família e os "novos" melhores amigos tentam ajuda-la a lembrar das coisas até que um estranho, que o marido apresente como sendo seu amigo, diz que a ama e que ela o ama também. Que ela não era feliz com o marido e que queria abandoná-lo para que eles ficassem juntos. Lexi não acredita e ao ir embora ele sussurra em seu ouvido: "Você não sabe de nada da sua vida".
E Lexi não sabe mesmo. Não só pela perda da memória. Ela é tudo o que nunca imaginou que seria. É a Lexi "Naja", a Lexi egoísta, fútil, dura e... Infiel. 
"Lembra de mim" é sobre segundas chances. É como você ver a sua vida pelos olhos dos outros e ver o que se tornou. E sentir vergonha disso. Tentar fazer a diferença. 


"Essa não sou eu! Não sou! Eu não sou essa pessoa! Eu não quero ser ela! Lagrimas estavam queimando meus olhos. Eu começo a dar puxões nos prendedores do meu coque, de repente desesperada para acabar com esta situação. Não sou o tipo de pessoa que usa
ternos beges! Eu não sou o tipo de pessoa que usa seus cabelos em um rolo todos os dias. Eu não sou o tipo de pessoa que paga mil libras por vinho. Eu não sou o tipo de pessoa que... que vende seus amigos...''

Eu sou apaixonada pela Sophie Kinsella. Ela sempre tem um jeitinho especial de escrever, colocando momentos engraçados e absurdos que você se identifica mesmo dizendo que não haha. Como falei no início da resenha, Sophie é o que mais se aproxima para mim de autora favorita... Porém desta vez a leitura não rendeu como poderia. Ou eu esperava. Confesso que não sou amante desse plot de "perda de memória + vida nova" a não ser em filmes (De repente 30 ♥) e quis ler esse livro por ser da Sophie. "Lembra de Mim" não é um livro "ruim" ou até mesmo regular, porém em meio a tantos livros ÓTIMOS da autora, ele fica ali na lanterna. Uma leitura agradável e gostosinha estilo Sophie Kinsella. O livro tem 400 páginas que voam! É incrível o poder que a Sophie tem de fazer um livro que flui rápido! Mas se você vai começar a ler os livros da autora, não recomendo começar por este. Acho que a história enrolou um pouco, eu entendo que o plot pedia isso... As coisas irem devagar, mas acho que algumas coisas poderiam ter acontecido logo. O livro não foi tão engraçado como normalmente são os livros dela e esperei um pouco mais do final (apesar da referencia à Bad Day!!! Meu deus uma das músicas da minha vida ♥). 
Recomendo por ser Sophie. E ela ser sim a melhor escritora do gênero. Recomendo o livro para os amantes de livros divertidos e para passar o tempo (o tempo voa em companhia da autora) só esperei mais por ser dela, mas mesmo assim muito bom. Dentro do gênero.

Sobre a autora

Sophie Kinsella (nascida Madeleine Wickham, Londres, 12 de dezembro de 1969) é uma escritora britânica. Foi uma ex-jornalista de economia, com especialização na área financeira e começou uma carreira como escritora. Autora da famosa série Becky Bloom (que virou até filme). Usa o nome de Sophie kinsella para as publicações de livros no estilo Chick lit e o seu nome verdadeiro Madeleine Wickham para livros contemporâneos.



Sobre a edição: Os livros da Sophie todos seguem a mesmo formato. Capa colorida com uns detalhes fofos, páginas brancas (as que não atrapalham), sempre a fonte é diferenciada da normal usada em livros normais e as páginas são bem grossas o que dá aquela alegria de ler um pouquinho e parecer que leu um montão hahahaha. 

Nota no Skoob:

Só porque eu amo ♥

XX Beijos XX