Another [Volumes 1 a 4]
Autor: Yukito Ayatsuji
Ano: 2009 a 2010
Páginas: 190/ 204/ 238 / 200
Editora: Kadokawa Shoten
Sinopse
1º período: Tudo começa com uma historia contada pelos alunos do Colégio Yomita: há 26 anos, havia um aluno chamado Misaki, que, desde o primeiro ano, era uma pessoa querida por todos ao seu redor, bom aluno e ótimo atleta. Mas no terceiro ano ele caiu na turma 3-3 e perdeu a vida em um acidente. Os colegas de Misaki, sem saberem como lidar com a morte repentina do amigo, decidiram 'fingir que Misaki, estava vivo'. Porém, no dia da formatura... na hora em que a foto da turma 3-3 reunida foi revelada, Misaki, estava presente. Foi aí que tudo começou. Agora, o recém transferido Koichi, terá que descobrir quem é a misteriosa aluna de tapa-olho e o que se esconde por trás dessa história toda em uma trama envolvente e com grandes reviravoltas.

2º período: Sem ninguém perceber, a turma 3-3 passa a ter mais um aluno na classe. E quando isso acontece, os alunos daquela turma começam a morrer um atrás do outro. Para impedir que isso aconteça, é preciso tornar um dos alunos em algo que não existe.
No lugar do morto que se infiltrou na classe, a aluna Mei Misaki é tratada como alguém que não existe. A maldição continua tirando as vidas dos que têm relação com a turma 3-3.

3º período: O fenômeno da classe 3-3 toma novas proporções com as revelações do Sr. Chibiki, que conta à Koichi e Mei, sobre os detalhes da maldição que ocorreu em outros anos no colégio Yomikita. A pressão aumenta e a situação se torna insuportável para alguns. As mortes continuam apesar de quem 'não existe', mas uma pista leva Sakakibara e seus colegas a terem esperança de parar a maldição. Afinal... quem é o morto?

4º período: 26 anos atrás, na terceira classe do terceiro ano de uma escola de ensino médio, existia uma estudante chamada Misaki. Uma estudante de honra que também era boa nos esportes e popular entre os colegas. Quando ela morreu de repente, seus colegas decidiram fingir que ela ainda estava viva até a formatura. Então, na primavera de 1998, um garoto chamado Kouichi Sakakibara é transferido para essa classe, e ele se torna desconfiado na atmosfera pesada na sala de aula. Em particular, há uma garota linda, chamada Misaki Mei que usa um tapa olho e está sempre sozinha desenhando.

O que achei:

A resenha a seguir é referente aos 4 volumes que compõem a série "Another" sendo assim, poderão ter (ou não) spoilers. Pequenos, eu prometo

Quem é o morto?

Another conta a história de uma turma do colégio Yumita, a turma 3-3. Há 26 anos havia um aluno chamado Misaki, que era querido por todos. Ótimo aluno e atleta. Mas, quando entrou para a turma 3-3, ele sofreu um acidente e perdeu vida. Os colegas, sem saber como lidar com a morte de um amigo tão querido, decidiram que iriam "fingir" que Misaki ainda estava viva. Tudo ia "bem" até que no dia da formatura, quando a foto da turma 3-3 foi revelada, Misaki estava presente.

E é a partir daí que tudo começa. A maldição da turma 3-3. E vai caber a Koichi, recém transferido para a turma, desvendar esse mistério e fazer com que a maldição chegue ao fim. Pois o próximo morto poderá ser qualquer um.

Confesso que eu sou a menina do mangá shoujo aka de mulherzinha, então no gênero suspense eu acabo lendo mais HQs. Eis que, após muitas recomendações eu resolvi comprar a série. Comprei o meu "box" na @lojascaverna (recomendo) e praticamente devorei os volumes! Que coisa bem escrita! Eu achei incrível a capacidade do autor de mesmo nas cenas mais tensas, colocar no meio uma piadinha (nem que seja nas expressões dos personagens! Quem lê mangá ou vê anime sabe do que eu falo) que eu me via rindo que nem uma besta.

Outro ponto positivo é a capacidade que o autor tem de nos envolver com todos os personagens. Confesso que eu sou péssima gravando gente ainda mais nomes japonês hahah, mas eu consegui me conectar aos personagens e criar as minhas teorias. Mesmo tendo falhado miseravelmente, o suspense é mantido com maestria. Você não tem aquela sensação de (cof Pretty little liars) de que estão te enrolando, todos os volumes acabam de fazendo querer MAIS! E olha que quem me conhece sabe que eu enrolo nas histórias e quase nunca leio tudo de uma vez.

Com certeza uma experiência incrível. Eu já comprei o livro (diferente da ordem normal, o mangá surgiu a partir do livro) e assim que ler já vou correndo começar o anime. Surra de Another! Sério gente. Eu amei. O único ponto "negativo" (nem chega a isso na verdade) e o motivo de eu não ter dado nota máxima foi mesmo porque eu senti falta de algumas respostas. Como POR QUE diabos se eles sabem que têm a maldição na turma colocaram o pobre Koichi para estudar nela e descascar esse abacaxi e também como os alunos escolhiam quem seria o "morto" da vez. Não vou julgar por completo, pois eu quero ler o livro primeiro para poder ver se lá eles me respondem isso.

Fora esse mimimi básico, eu amei pencas! E recomendo!

Sobre o autor

Naoyuki Uchida, também conhecido por seu pseudônimo Yukito Ayatsuji, é um escritor japonês de mistério e horror. Ele é um dos fundadores do Honkaku Mystery Writers Club of Japan e um dos escritores representantes do novo movimento tradicionalista em escrita japonesa de mistério. Sua esposa é Fuyumi Ono, uma escritora de horror e fantasia japonêsa que é conhecida pela série The Twelve Kingdoms. Sua primeira novel The Decagon House Murders foi classificada em oitavo lugar do Top 100 Japanese Mystery Novels of All Time.

Sobre a edição:

Puro amor! Eu adoro as edições da Jbc, adoro os pequenos detalhes, gráficos limpos e também os volumes com as primeiras páginas coloridas. AMO.

Nas telinhas:



Uma série de anime com 12 episódios baseada no romance foi exibida de 10 de Janeiro até 26 de Março de 2012, produzida pelo estúdio P.A. Works. Um filme Live-action foi lançado em agosto no Japão.



Nota no Skoob

Beijos!



Arquivos Serial Killers: Made in Brazil
Autor: Ilana Casoy
Ano: 2014
Páginas: 360
Editora: Darkside Books
Sinopse: Após o sucesso do seu primeiro livro, Ilana Casoy dedicou-se a uma pesquisa rigorosa para investigar os serial killers brasileiros, no que viria a ser o primeiro livro do gênero dedicado aos assassinos em série do Brasil. Foram cinco anos de pesquisas, visitas a arquivos públicos, manicômios e penitenciárias, além de entrevistas cara a cara com personificações do mal em terras tupiniquins, para compor um inquietante roteiro com rigor investigativo de como, por quê e com que métodos os serial killers brasileiros atuam. Em Made in Brazil, Casoy relata sete casos de serial killers brasileiros, três dos quais ela entrevistou pessoalmente: Marcelo Costa de Andrade, o vampiro de Niterói, um dos casos e depoimentos mais chocantes do currículo da autora; Francisco Costa Rocha, o Chico Picadinho; e Pedro Rodrigues Filho, o Pedrinho Matador. Um relato cruel feito pelos próprios assassinos, conduzido com maestria por quem entende do assunto, que procura guiar o leitor pela sinuosa mente de pessoas frias e com movimentos mais que premeditados para o mal. Além deles, a autora se debruça sobre a vida e os crimes de José Augusto do Amaral (Preto Amaral), Febronio Índio do Brasil, Benedito Moreira de Carvalho (Monstro de Guaianases) e José Paz Bezerra (Monstro do Morumbi). 

O que achei:

Acredito que não é mais segredo de ninguém que eu sou apaixonada pela temática dos serial killers, já falei por diversas vezes aqui no blog, então CLARO que eu não deixei passar a oportunidade de ter esse livro em mãos.

Já namorei ele por muitos anos, principalmente depois de ler "Serial Killer: Louco ou Cruel" (desde antes de ser publicado pela darkside e sim pela editora WVC) e posso dizer que valeu esperar. Que edição maravilhosa. Cheia de fotos, fatos, cartas, respiráveis, crânios e bem organizado. Preciso reler Louco ou cruel nessa edição pra ontem 😍.

No livro encontramos 7 casos: Petro Amaral, Febrônio Índio, Monstro de Guaianases, Chico Picadinho, Monstro do Morumbi (meu deus que caso!), Vampiro de Niterói e Pedrinho Matador. E depois encontramos anexos dos casos como artigos, laudos clínicos, entrevistas com advogados e exames psiquiátricos.

Acho que de todos, o meu caso "favorito" (se é que é possível chamar assim) foi o de "Chico picadinho". As suas colocações são impressionantes, conhecedor de Nietzsche, Freud (inclusive fez análises do seu próprio comportamento com termos da psicanálise), Dostóievski (fez um paralelo entre ele e o personagem de Crime e Castigo) entre outros pensadores. Fica longe de qualquer estereótipo de criminoso do tipo que vemos em filmes.

Melhor caso do livro.

Mas, o que falar do horripilante "Monstro do Morumbi"? Uau.

Sou super fã da Ilana Casoy e não canso de dizer, adoro o seu jeito de abordar o assunto sem ser estereotipada, tendenciosa ou até mesmo caricata. Ela sempre nos trás informações pertinentes sobre o caso e sempre dá o espaço para a parte psicológica (o que eu amo). Quando li o "Louco ou cruel" alguns anos atrás ela já tinha ganhado o meu coração. Com este, sou oficialmente uma fã de carteirinha.


Recomendadíssimo para os fãs do estilo, para os curiosos e também para quem quer conhecer mais sobre crimes aqui no Brasil. Afinal, é muito comum descartarem o serial killer brasileiro, o colocando em um lugar de "mais um" criminoso. Então, conhecimento nunca é demais, apesar de querer que o livro fosse um pouco maior (senti falta de alguns casos) esta foi uma (mais uma) experiência incrível.


Sobre o autor


Ilana Casoy se dedica há onze anos ao estudo de crimes violentos e assassinatos em série. Formada em Administração pela FGV e pós-graduanda em Criminologia pelo IBCCRIM, participa como membro consultivo da comissão de Política Criminal e Penitenciária da OAB SP. Solicitada pela Polícia Civil e pelo Ministério Público de São Paulo e de outros estados para ajudar na elaboração do perfil criminal de casos em andamento. Em suas palestras, trata de assuntos relacionados à criminalidade e violência, com recurso de documentários de suas entrevistas com os assassinos. Têm três livros publicados: Serial Killer - Louco ou Cruel? - 9ª edição, Serial Killers - Made in Brasil - 6ª edição e o Quinto Mandamento – Caso de Polícia – 7ª edição, todos lançados pela editora Ediouro. Sua primeira obra, “Serial killer - Louco ou Cruel?”, Ed. Ediouro – 9ª Edição - (Edição revista e ampliada/2008). Inclui aspectos gerais e psicológicos dos mais famosos serial killers internacionais, passando pelo perfil criminal, investigação e abordando ainda dezesseis casos reais, dentre os mais notórios: Ed Gein, Andrei Chikatilo, Ted Bundy, Albert Fish, Aileen Wuornos e o Zodíaco. Lançou seu segundo livro “Serial Killers - Made in Brasil" (Edição revista e ampliada, com material inédito/2009), onde reúne sete casos de assassinos brasileiros, além de entrevistas exclusivas com Marcelo Costa de Andrade - o "Vampiro de Niterói" - Francisco Costa Rocha - o "Chico Picadinho" e Pedro Rodrigues Filho, o “Pedrinho Matador”. Atualmente está em sua 6ª edição. Em maio de 2006, lançou ‘O Quinto Mandamento: Caso de Polícia’ Neste livro, Ilana revela em informações exclusivas as pistas que a jovem Suzane Louise von Richthofen, Daniel e Cristian Cravinhos deixaram na cena do crime e destaca o impressionante trabalho pericial e policial empregados a este caso. Munida de uma autorização judicial foi a única civil a participar da reconstituição do crime. Para mostrar toda estratégia dos acontecimentos, conversou com aproximadamente 100 envolvidos na investigação entre advogados, policiais, juízes, promotores e por intermédio dos peritos, tirou dúvidas com os próprios assassinos. Está em sua 7ª edição.

Sobre a edição:


O que falar dos livros da Darkside? Não tem nem o que fora dormir abraçado de tão lindo!!

Nota no Skoob

Beijos!


Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar
(Os Números do Amor # 1)
Autor: Sarah MacLean
Ano: 2016 
Páginas: 384
Editora: Arqueiro
SinopseA sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres. E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato. Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres. Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

O que achei

O livro de hoje pode ser também chamado de "o melhor livro do evento de romances de época da Editora Arqueiro em Macapá". Marcou.

"Beijos não deve deixá-la satisfeita. Eles devem deixar desejando mais. "

Calpúrnia tem 28 anos, e mesmo sendo considerada jovem atualmente, perante a sociedade da época ela era considerada uma solteirona.

Cansada da vida que levava de frequentar bailes esperando por convites de dança que não aconteciam ou então de aguentar os olhares de pena pela sua irmã caçula ter encontrado um bom partido para  casar e ela não recebia propostas a não ser de caça fortunas e viciados em jogos.

Após escutar de parentes o quão é miserável a sua situação, ela corre ao escritório do seu irmão. Movida pela cólera do momento, Callie desabafa com o irmão sobre a injustiça da sociedade. Em que ela tem que aceitar o seu destino e os homens podem fazer o que quiserem. O irmão então a induz a fazer uma lista com coisas que ela gostaria de fazer, mas que só homens podem.


1. Beijar alguém... apaixonadamente.
2. Fumar charuto e beber uísque.
3. Montar com as pernas abertas.
4. Esgrimir
5. Assistir a um duelo. 
6. Disparar uma pistola.
7. Jogar (em um clube p/cavalheiros).
8. Dançar todas as danças de um baile.
9. Ser considerada linda. Pelo menos uma vez.

Gabriel é um libertino convicto. É conhecido na sociedade assim e não tem vergonha disso. Porém, tudo muda quando o irmão gêmeo Nicholas o comunica que eles têm uma meia-irmã por parte da mãe, que os abandonou, e que ela não tem ninguém no mundo. Então irá ficar com eles. A irmã italiana Juliana Fiore, tem sangue quente e não tem deseja ficar na Inglaterra com irmãos que parecem não querê-la por perto.

"- Por que está aqui?
E então, fosse por coragem, covardia ou xerez de mais - jamais saberia -, decidiu responder. Afinal de contas, a noite não podia piorar.
Em um sussurro, anunciou:
- Vim pedir que me beijasse."

Ao ser abordado pela inesperada Lady Calpúrnia pedindo um beijo, Gabriel é envolvido com uma jovem diferente de todas que já conheceu antes.

Gabriel propõe a Callie que em troca do beijo ela treine a sua irmã para ser apresentado a sociedade. Só isso. E mesmo não querendo se envolver com um possível escândalo caso a lista de Callie seja descoberta, ele não consegue ficar longe e se vê cada vez mais envolvido pela Lady determinada.


"Tentei esquecer aquele beijo e o passeio de carruagem e o clube de esgrima mas a senhorita parece ter se instalado na minha memória."


Um ponto muito interessante na escrita da autora é que ela coloca um toque a mais em seus livros. Em que sempre temos uma mensagem importante a ser dada sem ser enfadonha, sem deixar de ser romântico de fazer suspirar ou sexy de deixar encabulado.


Sarah não fala só de amor. Ela fala sobre destino e sobre empoderamento feminino, o que é um tema extremamente pertinente para o momento atual em que vivemos. Pois, Callie é uma personagem que não aceita ser o que a sociedade espera que ela seja e contesta o lugar das mulheres e também da desigualdade de direitos femininos e masculinos.


"Eu passei vinte e oito anos fazendo o que todo mundo a minha volta esperava que eu fizesse ... ser o que todos esperavam que eu fosse. E é horrível para uma pessoa não ter outra visão de si mesmo. "

A cada item da lista, podemos ver Callie desabrochar. Descobrir o seu verdadeiro e nos encantar a cada virar de página.

Nove regras te conquista desde a primeira página lida. Sarah virou a minha autora favorita do estilo é assim como repeti sem parar durante a minha explanação do livro: Tem que ler! É apaixonante, é necessário e é de fazer o coração bater em um ritmo descontrolado.


"O amor não é unilateral e egoísta. É pleno e generoso, e modifica a vida da melhor maneira possível. O amor não destrói, Gabriel. Ele cria."


Sobre o autor


Sarah MacLean passou grande parte de sua infância entre os livros da biblioteca de sua cidade, onde desenvolveu a paixão por história e um compromisso para com o gênero romance. O seu amor por todos os fatos históricos a ajudaram na sua formação em História e Antropologia Cultural no Smith College, e Educação na Universidade de Harvard, antes de se mudar para Nova Iorque, onde finalmente escreveu o seu primeiro livro. Desde então, os romances de MacLean tem sido best-sellers no The New York Times e USA Today, traduzidos em mais de uma dúzia de idiomas, e indicados para vários prêmios. MacLean estourou com o livro Nine Rules To Break When Romancing A Rake, seu primeiro best-seller aclamado pela crítica, e sua primeira série de três livros. No início de 2012, lançou sua nova série pré-vitoriana, Rules of Scoundrels, com o livro A Rogue by Any Other Name, que recebeu em 2013 o Prêmio RITA (Romance Writers of America). O terceiro livro da série, No Good Duke Goes Unpunished, ganhou o RITA Award em 2014. Quando não está escrevendo um romance, Sarah viaja pelo país para discutir sua posição nos estudos culturais e do gênero. A autora é colunista no jornal americano The Washington Post, e suas colunas têm aparecido no The New York Times, Book Reviews e Parents Magazine. Ela também é defensora das questões relativas à educação e alfabetização. Sarah vive em Nova Iorque com o marido, a filha, o cachorro e uma coleção gigantesca de romances.

Sobre a edição


O que falar dessa capa apaixonante? No tempo em que li o livro, a minha vontade era andar por aí com ele de frente para todos verem o quanto ele era lindo (aquelas haha). A diagramação também uma gracinha, com uma fonte super confortável. Adorei.


Nota no Skoob:  (4,5)




Beijos!


Oi gente!

Se em ABRIL,a editora Arqueiro arrasou nos lançamentos, no mês de Maio é tiro, porrada e bomba haha ou melhor toalhas, vestidos de época e mistérios! Neste mês foi dificil escolher o que levar para casa ♥ queria tudo! Mas tentei equilibrar e pensar nas minhas prioridades atuais (Quer saber o que eu escolhi? Me siga pelo instagram que lá eu conto quando chegar! Os do mês de Abril já estão lá). Mas, chega de papo e vamos às novidades!


LANÇAMENTOS ARQUEIRO



Confissões de Uma Garota Excluída, Mal - Amada e (Um Pouco) Dramática
AutorThalita Rebouças
SinopseTetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz. O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa... O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes... Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor.


Não fale com estranhos
Autor: Harlan Coben
Sinopse: O estranho aparece do nada e, com poucas palavras, destrói o mundo de Adam Price. Sua identidade é desconhecida. Suas motivações são obscuras. Mas suas revelações são dolorosamente incontestáveis. Adam levava uma vida dos sonhos ao lado da esposa, Corinne, e dos dois filhos. Quando o estranho o aborda para contar um segredo estarrecedor sobre sua esposa, ele percebe a fragilidade do sonho que construiu: teria sido tudo uma grande mentira? Assombrado pela dúvida, Adam decide confrontar Corinne, e a imagem de perfeição que criou em torno dela começa a ruir. Ao investigar a história por conta própria, acaba se envolvendo num universo sombrio repleto de mentiras, chantagens e assassinatos. Intrigante e perturbador, Não Fale Com Estranhos é mais que um suspense de tirar o fôlego. É uma reflexão sobre o bem e o mal, o amor e o ódio, o certo e o errado, os segredos, as mentiras e suas consequências devastadoras.



Sedução de Seda (As Modistas #1)
Autor: Loretta Chase
Sinopse: Talentosa e ambiciosa, a modista Marcelline Noirot é a mais velha das três irmãs proprietárias de um refinado ateliê londrino. E só mesmo seu requinte impecável pode salvar a dama mais malvestida da cidade: lady Clara Fairfax, futura noiva do duque de Clevedon. Tornar-se a modista de lady Clara significa prestígio instantâneo. Mas, para alcançar esse objetivo, Marcelline primeiro deve convencer o próprio Clevedon, um homem cuja fama de imoralidade é quase tão grande quanto sua fortuna. O duque se considera um especialista na arte da sedução, mas madame Noirot também tem suas cartas na manga e não hesitará em usá-las. Contudo, o que se inicia como um flerte por interesse pode se tornar uma paixão ardente. E Londres talvez seja pequena demais para conter essas chamas. Primeiro livro da série As Modistas, Sedução da seda é como um vestido minuciosamente desenhado por Loretta Chase: de cores suaves e românticas em alguns trechos, mas adornado com os detalhes perfeitos para seduzir.



O mensageiro (O doador de memórias #3)
Autor: Lois Lowry
Sinopse: Há seis anos, Matty chegou ao pacato Vilarejo. Sob os cuidados de Vidente, um cego que tem uma visão especial, ele amadureceu e se adaptou à nova vida. Agora, espera receber seu nome verdadeiro, que determinará seu valor ali, como ocorre com todos os habitantes. Contudo, algo nefasto está se infiltrando no Vilarejo, e os moradores, antes orgulhosos de receber forasteiros, passam a exigir que as fronteiras sejam fechadas para se protegerem. Por ser um hábil mensageiro, Matty é encarregado de avisar os outros povoados sobre o bloqueio. Sua missão também tem outro grande objetivo: buscar Kira, a filha de Vidente, antes que seja tarde demais. Ele é o único capaz de viajar pela Floresta, que já provocou algumas mortes. O problema é que ela também está se tornando um lugar perigoso para o garoto. Mas muitos dependem de Matty. Então, armado apenas de um poder recém-descoberto, ainda incompreensível e incontrolável, ele se arriscará a fazer o que talvez seja sua última viagem.



O guia definitivo do mochileiro das galáxias
Autor: Douglas Adams
SinopsePela primeira vez, reunimos em um único volume os cinco livros da cultuada série O Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams. 

Com mais de 15 milhões de exemplares vendidos, a saga do britânico esquisitão Arthur Dent pela Galáxia conquistou leitores do mundo inteiro. O humor ácido e as tramas surreais de Douglas Adams se tornaram ícones de uma geração e seguem fascinando - e divertindo - leitores de todas as idades. Pegue sua toalha, embarque nessa aventura improvável e, é claro, não entre em pânico! 

O Guia do Mochileiro das Galáxias

Segundos antes de a Terra ser destruída para dar lugar a uma via expressa interespacial, Arthur Dent é salvo por Ford Prefect, um E.T. que fazia pesquisa de campo para a nova edição de O Guia do Mochileiro das Galáxias. Pegando carona numa nave alienígena, os dois dão início a uma alucinante viagem pelo tempo e pelo espaço. 

O Restaurante No Fim do Universo

Arthur Dent e seus quatro estranhos companheiros viajam pela Galáxia a bordo da nave Coração de Ouro, em uma busca desesperada por algum lugar para comer. Depois de fazer a refeição mais estranha de suas vidas, eles seguem pelo espaço e acabam descobrindo a questão sobre a Vida, o Universo e Tudo Mais. 

A Vida, o Universo e Tudo Mais

Arthur Dent passou os últimos cinco anos abandonado na Terra pré-histórica, mas ainda acordava todos os dias com um grito de horror. No entanto, talvez fosse melhor continuar nessa tediosa rotina do que ser arrastado para a sua próxima missão: salvar o Universo dos temíveis e infelizes robôs xenófobos do planeta Krikkit. 

Até Mais, e Obrigado Pelos Peixes!

Depois de viajar pelo Universo, ver o aniquilamento da Terra, participar de guerras interestelares e conhecer criaturas extraordinárias, Arthur Dent está de volta ao seu planeta. E tudo parece estranhamente normal - exceto pelo desaparecimento dos golfinhos. Disposto a desvendar esse mistério, ele parte em uma nova jornada.

Praticamente Inofensiva

Após muitos anos vivendo separados, cada um em um canto mais insondável do Universo, Arthur Dent, Ford Prefect e Tricia McMillan se reencontram. Mas o que deveria ser uma festejada reunião de velhos amigos se transforma numa terrível confusão que põe em risco - mais uma vez - a vida de todos. 



Os tambores do outono (Outlander #4 - Parte II)
Autor: Diana Gabaldon 
Sinopse: Será possível alterar o passado? Depois de voltar no tempo à Escócia do século XVIII e reencontrar Jamie Fraser, o amor de sua vida, Claire Randall seguiu com ele para o Novo Mundo. Agora eles moram na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e Jamie, com o auxílio da misteriosa e autoritária Jocasta Cameron, conseguiu tornar-se uma pessoa influente. As coisas finalmente parecem estar entrando nos eixos. Duzentos anos à frente, a filha dos dois, Brianna, encontra um recorte de jornal antigo e descobre que Claire e Jamie morrerão em um incêndio. Isso, somado à sua curiosidade em relação ao pai biológico e à saudade que sente da mãe, faz com que deixe o namorado para trás e se lance através do círculo de pedras em uma aterrorizante jornada rumo ao desconhecido. Para salvar a vida daqueles que ama, ela tentará mudar o passado, mesmo que isso signifique colocar em risco o próprio futuro.  Assim que fica sabendo o que a namorada fez, Roger Wakefield abandona seu emprego de professor e decide segui-la. Mais uma vez, a força do amor ultrapassa obstáculos, vencendo tempo e espaço, e dá início a uma nova e fantástica fase nesta saga antológica. Na segunda parte de Os Tambores do Outono, Diana Gabaldon conta as aventuras de uma jovem destemida no atribulado século XVIII. Unindo sentimentos atemporais como culpa, raiva e amor a uma cuidadosa pesquisa histórica, a autora constrói uma trama inesquecível, com reencontros de tirar o fôlego e um desfecho emocionante.


LANÇAMENTOS SEXTANTE


Mais forte do que nunca
Autor: Brené Brown
SinopseA ironia é que tentamos rejeitar nossas histórias difíceis para parecermos mais plenos ou mais aceitáveis, mas nossa plenitude depende, na verdade, da integração de todas as nossas experiências, inclusive as quedas. Brené Brown
Errar faz parte da vida. Se você correr riscos e for corajoso, mais cedo ou mais tarde poderá se dar mal. Às vezes aquele projeto em que estava apostando todas as fichas vai pelo ralo ou um casamento de muitos anos chega ao fim, deixando dor e muito sofrimento pelo caminho. Não importa: todos precisam aprender a lidar com o fracasso.
Apesar disso, temos medo de falar sobre o assunto. Conhecemos inúmeras histórias bonitas de superação, mas sempre há nelas uma espécie de lacuna: passa-se diretamente do infortúnio à vitória e o doloroso processo que nos leva de um ponto a outro nem sequer é mencionado.
Tomando como ponto de partida seu trabalho pioneiro sobre a importância da vulnerabilidade, em Mais forte do que nunca, a pesquisadora Brené Brown faz a pergunta inevitável: se todos nós levamos rasteiras da vida, como certas pessoas conseguem enfrentar tantas adversidades e, mesmo assim, sair mais fortes? Para responder a isso, a autora conversou com inúmeras pessoas, coletou dados e passou a compreender melhor a volta por cima. Neste livro, você vai aprender quais são as características de personalidade, os padrões emocionais e os hábitos mentais que nos possibilitam transcender as catástrofes da vida e renascer não totalmente ilesos, porém mais plenos e realizados, vivendo com mais propósito e significado. 


Ganhar, gastar, investir
Autor: Denise Damiani
SinopseGanhar mais. Gastar menos (e melhor). Investir com inteligência. É o que todas nós queremos.
Só que a relação com o dinheiro é complexa e nem sempre racional. Na hora de investir, é comum duvidar da própria capacidade de entender o jargão das aplicações e preferir delegar isso a alguém ou até mesmo adiar o assunto. Você não está sozinha. Muitas mulheres não lidam bem com essas questões e não têm consciência dos comportamentos que atrapalham seu sucesso financeiro. Mas dinheiro deve ser sinônimo de liberdade, e somente uma mudança de atitude levará
a uma vida mais livre e confortável. Este livro reúne todos os conceitos que você precisa aprender para administrar seu dinheiro com eficiência e oferece orientações para temas delicados como casamento e divisão de gastos, maternidade e trabalho. O desafio de tomar as rédeas de suas finanças se torna mais leve e até divertido em boa companhia e com as ferramentas certas. A companhia você providencia. As ferramentas ficam por nossa conta.


O último sopro de vida
Autor: Paul Kalanithi
Sinopse: Aos 36 anos, Paul Kalanithi foi diagnosticado com um câncer incurável. Neurocirurgião brilhante, de repente se viu diante de uma cruel inversão de papéis: num dia era o médico tratando de pacientes com problemas graves, no outro era o paciente lutando pela própria sobrevivência. O último sopro de vida narra a trajetória de Paul ao longo do tratamento a descoberta da doença, a esperança de uma possível remissão, a incerteza quanto ao futuro, a decisão de se tornar pai, a consciência do fim, a angústia de se despedir da vida antes da hora. Sua narrativa é honesta, pungente. Mas, ao mesmo tempo, poética e delicada. Amante da literatura e da filosofia, Paul desde sempre buscou entender a relação entre a vida e a morte, a identidade e a consciência, a ética e a virtude. Seus questionamentos profundos encontram eco em nossas próprias reflexões: afinal, o que faz a vida valer a pena? Paul morreu em março de 2015. Deixou como legado uma filha de oito meses e o manuscrito inacabado deste livro. Quem escreveu as páginas finais e encaminhou o texto para publicação foi sua esposa, Lucy, atendendo ao último desejo do marido.



O MBA da vida real
Autor: Suzy Welch e Jack Welch
Sinopse: Afinal, por que algumas organizações prosperam enquanto outras não conseguem sequer manter os resultados? Como evitar ser passado para trás pela concorrência e como agir se isso acontecer? O que um líder precisa fazer para extrair paixão e alto rendimento da equipe, inclusive dos gênios cujo trabalho não entende, dos funcionários remotos que mal conhece e daqueles que estão sempre jogando contra o time? Neste livro, Jack e Suzy Welch abordam a importância de transmitir a missão e os valores da empresa aos funcionários e incentivar as boas ideias entre seus colaboradores. Também analisam formas inovadoras de pensar sobre marketing e finanças e sugerem medidas realistas para lidar com as crises. Eles apresentam um novo modelo de liderança, elaborado para dar conta das transformações das últimas décadas, descrevendo tudo o que você precisa para montar uma equipe campeã, cobrindo temas como contratação, motivação, retenção, trabalho remoto e mudanças geradas pelas novas tecnologias.



Pequenos passos para mudar sua vida
Autor: Robert Maurer, Ph.D.

Sinopse: Neste livro, você encontrará um método poderoso para efetuar grandes mudanças de forma suave e eficaz: dar pequenos passos de cada vez. Em lugar de adotar medidas radicais para conseguir o que deseja, você vai aprender a usar o método kaizen para alcançar seus objetivos. Enraizado na tradição do Tao, o kaizen foi criado como uma forma de neutralizar nossa resistência natural à mudança e permitir que façamos progressos graduais e constantes. A partir de conselhos práticos e histórias reais, o psicólogo Robert Maurer ensina como aplicar essa sabedoria milenar nos desafios do seu dia a dia. Não importa se o seu objetivo é perder peso, parar de fumar, dormir melhor, voltar a se exercitar, mudar de emprego, aprimorar seus relacionamentos ou ser promovido – essa técnica vai colocar você no caminho da mudança e da realização.


Aiii meu deus! Quero todos!! Fique ligadinhos nas novidades! Siga a editora Arqueiro nas redes sociais para não perder nada.

Site: http://www.editoraarqueiro.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/Editora.Arqueiro
Twitter: https://twitter.com/editoraarqueiro
Skoob: https://www.skoob.com.br/editora/21-arqueiro


O Xangô de Baker Street
Autor: Jô Soares
Ano: 1995
Páginas: 352
Editora: Companhia das Letras
Sinopse: Um violino Stradivarius desaparecido, algumas orelhas cortadas e seus respectivos cadáveres trazem o famoso Sherlock Holmes ao Brasil, por recomendação de sua não menos famosa amiga Sarah Bernhardt. Porém aquilo que parecia um pequeno e discreto caso imperial transforma-se numa saga cheia de perigos, tais como feijoadas, vatapás, mulatas, intelectuais de botequim, pais de santo e cannabis sativa.

O que achei

"O xangô de Baker Street" do autor Jô Soares gira em torno do roubo de um violino Stradivarius da baronesa Maria Luíza "amiguinha íntima" de Dom Pedro II. Ao investigar o caso, a atriz Sarah o aconselha a chamar o famoso detetive Inglês Sherlock.

E ninguém melhor para resolver um caso do que Hercule Poirot kk opa mentira, Sherlock Holmes. E eis que após ser solicitado, o detetive embarca no Rio de Janeiro ao lado do seu fiel amigo Watson. E em meio desse caso, mulheres começam a serem achadas mortas com orelhas decepadas e uma corda do violino em meio aos pêlos pubianos. E então Sherlock tem que desvendar dois mistérios.

MAS, esqueça tudo o que você sabe sobre os dois. Porque o Sherlock do livro de Jô não lembra em nada o do clássico de Conan Doyle. 

Esta foi a minha primeira experiência com Jô Soares como autor e até pouco tempo eu nem mesmo sabia que Jô escrevia livros, quando eu ouvia que ele era escritor eu pensei que era de crônicas ou coisas do tipo aqui e ali. Mas não, são vários livros. 

Confesso que foi um pouco difícil falar sobre ele no vídeo de discussão desse mês, pois ele não me capturou de forma alguma. Não sei se foi culpa do autor ou minha. Mas não rolou. Acabei achando a narrativa cansativa e o "humor" do livro acabou caindo no mal gosto na minha opinião. E não foi só pelo fato de Sherlock ser um dos meus detetives favoritos. Analisando melhor, eu achei que se o autor tivesse abordado a historia de outra forma, teria sido mais interessante e até mesmo teria arrancado umas risadas da minha parte hehe (aquelas difíceis). Mas antes que vocês pensem meu deus esse livro é ruim/péssimo/estranho.

Lembrem que esta foi uma sensação minha que nem eu mesmo sei explicar.

Mas, vendo várias resenhas pelo Skoob, vi como esse livro é adorado por muitas pessoas. Então se achar que a sinopse interessante cai em cima.


Este foi o livro do mês de abril do #Literamigas. Vejam o vídeo do @literamigas_ que está muito bom! Muitas opiniões diferentes pra esquentar a discussão🏼. E lá eu (tentei) expliquei sobre os meus sentimentos Jônianos. 




Sobre o autor


José Eugênio Soares, mais conhecido como Jô Soares, é um humorista, apresentador de televisão, escritor, artista plástico, dramaturgo, diretor teatral, músico e ator brasileiro. Filho do empresário paraibano Orlando Soares e da dona de casa Mercedes Leal, Jô queria ser diplomata quando criança. Estudou no Colégio São Bento do Rio de Janeiro e em Lausanne na Suíça, no Lycée Jaccard, com este objetivo. Porém, percebeu que o senso de humor apurado e a criatividade inata o apontavam para outra direção.
Dono de um talento versátil, além de atuar, dirigir, escrever roteiros, livros e peças de teatro, Jô Soares também é apreciador de jazz e chegou a apresentar um programa de rádio na extinta Jornal do Brasil AM, no Rio de Janeiro, além de uma experiência na também extinta Antena 1.

Nas telinhas:




O Xangô de Baker Street é um filme luso-brasileiro de 2001, do gênero comédia, dirigido por Miguel Faria Jr. e com nomes no elenco como Marco Nanini, Cláudia Abreu, Thalma de Freitas, Jô Soares, Maria Ribeiro entre outros.




Nota no Skoob

Beijos!



Coroa da Meia-Noite (Trono de Vidro #2)
Autor: Sarah J. Maas
Ano: 2014 
Páginas: 406
Editora: Galera Record
Sinopse: Celaena Sardothien, a melhor assassina de Adarlan, tornou-se a assassina real depois de vencer a competição do rei e se livrar da escravidão das Minas de Sal de Endovier. Mas sua lealdade nunca esteve com a coroa. Tudo o que deseja é ser livre — e fazer justiça. Nos arredores do castelo, surgem rumores a respeito de uma conspiração contra misteriosos planos do rei, mas antes de cuidar dos traidores, Celaena quer descobrir exatamente que planos são esses. O que ela não imaginava é que acabaria em meio a uma perigosa trama de segredos e traições tecida ao redor da coroa. Enquanto a amizade entre ela e o capitão Westfall cresce cada vez mais, o príncipe Dorian se afasta, imerso em seus próprios dilemas e descobertas. A princesa Nehemia acaba se tornando uma conselheira e confidente, mas sua atenção está mais voltada para outros assuntos. Em Adarlan, um segredo parece se esconder por trás de cada porta trancada, e Celaena está determinada a desvendar todos eles para proteger aqueles que aprendeu a amar. Mas o tempo é curto, e as ameaças ao redor castelo de vidro estão cada vez mais próximas. Quando menos se espera, uma trágica noite mudará a vida de todos no reino, e mais do que nunca Celaena quer descobrir a verdade para fazer justiça.

O que achei

*Pode conter spoiler do 1º livro*.

Se "Trono de vidro" foi bom, "Coroa da meia-noite consegue colocar o primeiro no chinelo! Muito mais bem desenvolvido, sangrento, engraçado, irônico e viciante. Confesso que quando li o primeiro livro eu não senti "aquela coisa", mas coroa da meia noite eu não queria parar de ler! MESMO.

Neste segundo volume, Caleaena enfim se tornou a assassina do rei e podemos ver a ação mais presente. Apesar de ter estranhado no início algumas mudanças bruscas de personalidade de alguns personagens, logo que você acostuma fica tudo maravilhoso. Celaena enfim mostra a que veio, e a real imagem de "assassina" fria que eu senti falta no primeiro livro aparece. E mores. Ela quer vingança.

Nesse livro tem um grande bônus que os personagens coadjuvantes ganham mais destaque (assim como aparecem novos personagens) e desenvolvimento.

Outro ponto que eu amei foi o mistério que esse livrou trouxe com a questão da magia (eu amo essas coisas) e bruxa e maldição e seres estranhos e gente avisando sobre futuro obscuro. Adoro! 💗.

E eu. Que jurei não dar mais o meu coraçãozinho novamente para esses livros, dei e me ferrei. Sei que isso pode ser (de alguma forma) spoiler, mas alerto. Não shippem ninguém. Sejam frios! Esse aviso vem de alguém que teve o seu coração quebrado em MIL pedaços. Mas vou sobreviver e só desejo que o nível da série continue assim. Melhor a cada livro.

Se você leu "Trono de Vidro" e não achou esse borogodó todo, "Coroa da meia noite" vai te jogar na parede e chamar de lagartixa! Recomendadíssimo.



Sobre o autor


Sarah J. Maas vive no sul da Califórnia, gosta dos filmes da Disney e música pop. Ela adora contos de fadas e balé, bebidas de café, e assistir programas de TV. Quando ela não está ocupada escrevendo romances de fantasia YA, gosta de explorar a costa da Califórnia.

Sobre a edição

A edição mantem o estilo lindo da primeira, porém confesso que na diagramação esse segundo livro deixou a desejar. Muitas letras borradas ou até mesmo apagadas. Isso me irritou bastante porque todos sabemos que os livros da série não são nada baratinhos! #Xatiada.

Nas telinhas:

A autora Sarah J. Maas revelou em seu twitter que “Trono de Vidro” será adaptado como série de televisão. O estúdio que comprou os direitos de adaptação é o The Mark Gordon Company (de Grey’s Anatomy e Criminal Minds).

Nota no Skoob

Confira a resenha do primeiro volume da série: Trono de Vidro

xX Beijos Xx


O diário secreto de Lizzie Bennet
Autor: Bernie Su e Kate Rorick
Ano: 2014
Páginas: 364
Editora: Verus
Sinopse: Uma adaptação moderna de Orgulho e Preconceito, baseada na série The Lizzie Bennet Diaries.
Lizzie Bennet é uma jovem estudante de comunicação que resolve fazer um vlog como projeto para a faculdade, postando vídeos em que reflete sobre sua vida e a de suas irmãs. Quando dois amigos ricos e charmosos chegam à cidade, as coisas começam a ficar mais interessantes para as irmãs Bennet - e para os seguidores de Lizzie na internet. De repente, Lizzie - que sempre se considerou uma garota bastante normal - se torna uma figura pública. Mas nem tudo acontece diante das câmeras. E, felizmente para nós, ela escreve um diário secreto.

O que achei

O livro trata-se de uma adaptação moderna de "Orgulho e Preconceito", trazendo os personagens para os tempos atuais de internet e outras modernidades sem deixar a essência do clássico de lado.

Lizzie é um jovem estudante de comunicação que resolve fazer vlogs diários como projeto de conclusão de curso mostrando a sua vida e das irmãs.

Alguns anos atrás, a minha amiga @carolthereader me apresentou a Webserie "Lizzie Bennet Diaries" e eu me viciei completamente. Devorei sem parar os 100 episódios (sao curtíssimos) e quis mais! Acompanhar na época era uma delicia pois os atores interagiam com o público através das redes sociais dos próprios personagens hehe fazendo com que a experiência ficasse quase que real. Ótimo!

Foi nessa crise de abstinência após o fim da série que eu quase morri ao descobrir o livro. Acabei demorando anos para enfim pega-lo (minha amiga @dicadeleitora me emprestou) e... Bem.

O livro é divertido, mas confesso que preferi a série. No livro nós acabamos sabendo mais dos bastidores da série, no sentido dos fatos que aconteciam entre as gravações dos vídeos que a Lizzie postava no YouTube para o seu projeto de pesquisa.

Eu acabei achando então as coisas mais mornas no livro e a webserie (sei que são mídias diferentes, mas dá pra ler é muito com livros Sophie Kinsella está aí pra isso) e meu deus! Os vídeos! Com as imitações da Lizzie, a LY DI AAAH haha e tudo. O que não achei que o livro conseguiu passar. O que acabou me fazendo gostar mais do livro foi justamente rever a webserie junto com a leitura.

Por fim, o livro me deu aquela sensação gostosa de voltar a esse mundo divertido da Lizzie e matar a saudade dos personagens. Porém, recomendo que quem for ler que procure a série para ir acompanhando junto (tem no YouTube inclusive legendado). Acho que deixará a experiência ainda mais completa.


Sobre o autor:

 

Bernie Su e Kate rorick, responsáveis pela "novelização" da web série também são os produtores da serie. Inclusive, descobri HOJE (e estou surtando) que tem também o livro da Lydia (de longe a minha personagem preferida da Web série ♥)
Confiram a capa:


Sobre a edição:

A edição é bem lindinha e caprichada. Gostei bastante, inclusive da diagramação.

Nas telinhas:





The Lizzie Bennet Diaries é uma web série americana, em formato de vlog. Ele foi criado por Hank Green e Bernie Su e conta no elenco com Ashley Clements, Mary Kate Wiles, Laura Spencer, e Julia Cho. Ela estreou no YouTube em 9 de abril de 2012 e foi encerrada em seu 100º episódio em 28 de março de 2013.


No youtube, uma linda legendou os episódios, então não tem desculpa para não assistir! Segue o primeiro episodio.



Nota no Skoob

Beijos!



terça-feira, 31 de maio de 2016

Resenha: Another [Volumes 1 a 4] - Yukito Ayatsuji

Another [Volumes 1 a 4]
Autor: Yukito Ayatsuji
Ano: 2009 a 2010
Páginas: 190/ 204/ 238 / 200
Editora: Kadokawa Shoten
Sinopse
1º período: Tudo começa com uma historia contada pelos alunos do Colégio Yomita: há 26 anos, havia um aluno chamado Misaki, que, desde o primeiro ano, era uma pessoa querida por todos ao seu redor, bom aluno e ótimo atleta. Mas no terceiro ano ele caiu na turma 3-3 e perdeu a vida em um acidente. Os colegas de Misaki, sem saberem como lidar com a morte repentina do amigo, decidiram 'fingir que Misaki, estava vivo'. Porém, no dia da formatura... na hora em que a foto da turma 3-3 reunida foi revelada, Misaki, estava presente. Foi aí que tudo começou. Agora, o recém transferido Koichi, terá que descobrir quem é a misteriosa aluna de tapa-olho e o que se esconde por trás dessa história toda em uma trama envolvente e com grandes reviravoltas.

2º período: Sem ninguém perceber, a turma 3-3 passa a ter mais um aluno na classe. E quando isso acontece, os alunos daquela turma começam a morrer um atrás do outro. Para impedir que isso aconteça, é preciso tornar um dos alunos em algo que não existe.
No lugar do morto que se infiltrou na classe, a aluna Mei Misaki é tratada como alguém que não existe. A maldição continua tirando as vidas dos que têm relação com a turma 3-3.

3º período: O fenômeno da classe 3-3 toma novas proporções com as revelações do Sr. Chibiki, que conta à Koichi e Mei, sobre os detalhes da maldição que ocorreu em outros anos no colégio Yomikita. A pressão aumenta e a situação se torna insuportável para alguns. As mortes continuam apesar de quem 'não existe', mas uma pista leva Sakakibara e seus colegas a terem esperança de parar a maldição. Afinal... quem é o morto?

4º período: 26 anos atrás, na terceira classe do terceiro ano de uma escola de ensino médio, existia uma estudante chamada Misaki. Uma estudante de honra que também era boa nos esportes e popular entre os colegas. Quando ela morreu de repente, seus colegas decidiram fingir que ela ainda estava viva até a formatura. Então, na primavera de 1998, um garoto chamado Kouichi Sakakibara é transferido para essa classe, e ele se torna desconfiado na atmosfera pesada na sala de aula. Em particular, há uma garota linda, chamada Misaki Mei que usa um tapa olho e está sempre sozinha desenhando.

O que achei:

A resenha a seguir é referente aos 4 volumes que compõem a série "Another" sendo assim, poderão ter (ou não) spoilers. Pequenos, eu prometo

Quem é o morto?

Another conta a história de uma turma do colégio Yumita, a turma 3-3. Há 26 anos havia um aluno chamado Misaki, que era querido por todos. Ótimo aluno e atleta. Mas, quando entrou para a turma 3-3, ele sofreu um acidente e perdeu vida. Os colegas, sem saber como lidar com a morte de um amigo tão querido, decidiram que iriam "fingir" que Misaki ainda estava viva. Tudo ia "bem" até que no dia da formatura, quando a foto da turma 3-3 foi revelada, Misaki estava presente.

E é a partir daí que tudo começa. A maldição da turma 3-3. E vai caber a Koichi, recém transferido para a turma, desvendar esse mistério e fazer com que a maldição chegue ao fim. Pois o próximo morto poderá ser qualquer um.

Confesso que eu sou a menina do mangá shoujo aka de mulherzinha, então no gênero suspense eu acabo lendo mais HQs. Eis que, após muitas recomendações eu resolvi comprar a série. Comprei o meu "box" na @lojascaverna (recomendo) e praticamente devorei os volumes! Que coisa bem escrita! Eu achei incrível a capacidade do autor de mesmo nas cenas mais tensas, colocar no meio uma piadinha (nem que seja nas expressões dos personagens! Quem lê mangá ou vê anime sabe do que eu falo) que eu me via rindo que nem uma besta.

Outro ponto positivo é a capacidade que o autor tem de nos envolver com todos os personagens. Confesso que eu sou péssima gravando gente ainda mais nomes japonês hahah, mas eu consegui me conectar aos personagens e criar as minhas teorias. Mesmo tendo falhado miseravelmente, o suspense é mantido com maestria. Você não tem aquela sensação de (cof Pretty little liars) de que estão te enrolando, todos os volumes acabam de fazendo querer MAIS! E olha que quem me conhece sabe que eu enrolo nas histórias e quase nunca leio tudo de uma vez.

Com certeza uma experiência incrível. Eu já comprei o livro (diferente da ordem normal, o mangá surgiu a partir do livro) e assim que ler já vou correndo começar o anime. Surra de Another! Sério gente. Eu amei. O único ponto "negativo" (nem chega a isso na verdade) e o motivo de eu não ter dado nota máxima foi mesmo porque eu senti falta de algumas respostas. Como POR QUE diabos se eles sabem que têm a maldição na turma colocaram o pobre Koichi para estudar nela e descascar esse abacaxi e também como os alunos escolhiam quem seria o "morto" da vez. Não vou julgar por completo, pois eu quero ler o livro primeiro para poder ver se lá eles me respondem isso.

Fora esse mimimi básico, eu amei pencas! E recomendo!

Sobre o autor

Naoyuki Uchida, também conhecido por seu pseudônimo Yukito Ayatsuji, é um escritor japonês de mistério e horror. Ele é um dos fundadores do Honkaku Mystery Writers Club of Japan e um dos escritores representantes do novo movimento tradicionalista em escrita japonesa de mistério. Sua esposa é Fuyumi Ono, uma escritora de horror e fantasia japonêsa que é conhecida pela série The Twelve Kingdoms. Sua primeira novel The Decagon House Murders foi classificada em oitavo lugar do Top 100 Japanese Mystery Novels of All Time.

Sobre a edição:

Puro amor! Eu adoro as edições da Jbc, adoro os pequenos detalhes, gráficos limpos e também os volumes com as primeiras páginas coloridas. AMO.

Nas telinhas:



Uma série de anime com 12 episódios baseada no romance foi exibida de 10 de Janeiro até 26 de Março de 2012, produzida pelo estúdio P.A. Works. Um filme Live-action foi lançado em agosto no Japão.



Nota no Skoob

Beijos!


sexta-feira, 27 de maio de 2016

Resenha: Arquivos Serial Killers: Made in Brazil - Ilana Casoy

Arquivos Serial Killers: Made in Brazil
Autor: Ilana Casoy
Ano: 2014
Páginas: 360
Editora: Darkside Books
Sinopse: Após o sucesso do seu primeiro livro, Ilana Casoy dedicou-se a uma pesquisa rigorosa para investigar os serial killers brasileiros, no que viria a ser o primeiro livro do gênero dedicado aos assassinos em série do Brasil. Foram cinco anos de pesquisas, visitas a arquivos públicos, manicômios e penitenciárias, além de entrevistas cara a cara com personificações do mal em terras tupiniquins, para compor um inquietante roteiro com rigor investigativo de como, por quê e com que métodos os serial killers brasileiros atuam. Em Made in Brazil, Casoy relata sete casos de serial killers brasileiros, três dos quais ela entrevistou pessoalmente: Marcelo Costa de Andrade, o vampiro de Niterói, um dos casos e depoimentos mais chocantes do currículo da autora; Francisco Costa Rocha, o Chico Picadinho; e Pedro Rodrigues Filho, o Pedrinho Matador. Um relato cruel feito pelos próprios assassinos, conduzido com maestria por quem entende do assunto, que procura guiar o leitor pela sinuosa mente de pessoas frias e com movimentos mais que premeditados para o mal. Além deles, a autora se debruça sobre a vida e os crimes de José Augusto do Amaral (Preto Amaral), Febronio Índio do Brasil, Benedito Moreira de Carvalho (Monstro de Guaianases) e José Paz Bezerra (Monstro do Morumbi). 

O que achei:

Acredito que não é mais segredo de ninguém que eu sou apaixonada pela temática dos serial killers, já falei por diversas vezes aqui no blog, então CLARO que eu não deixei passar a oportunidade de ter esse livro em mãos.

Já namorei ele por muitos anos, principalmente depois de ler "Serial Killer: Louco ou Cruel" (desde antes de ser publicado pela darkside e sim pela editora WVC) e posso dizer que valeu esperar. Que edição maravilhosa. Cheia de fotos, fatos, cartas, respiráveis, crânios e bem organizado. Preciso reler Louco ou cruel nessa edição pra ontem 😍.

No livro encontramos 7 casos: Petro Amaral, Febrônio Índio, Monstro de Guaianases, Chico Picadinho, Monstro do Morumbi (meu deus que caso!), Vampiro de Niterói e Pedrinho Matador. E depois encontramos anexos dos casos como artigos, laudos clínicos, entrevistas com advogados e exames psiquiátricos.

Acho que de todos, o meu caso "favorito" (se é que é possível chamar assim) foi o de "Chico picadinho". As suas colocações são impressionantes, conhecedor de Nietzsche, Freud (inclusive fez análises do seu próprio comportamento com termos da psicanálise), Dostóievski (fez um paralelo entre ele e o personagem de Crime e Castigo) entre outros pensadores. Fica longe de qualquer estereótipo de criminoso do tipo que vemos em filmes.

Melhor caso do livro.

Mas, o que falar do horripilante "Monstro do Morumbi"? Uau.

Sou super fã da Ilana Casoy e não canso de dizer, adoro o seu jeito de abordar o assunto sem ser estereotipada, tendenciosa ou até mesmo caricata. Ela sempre nos trás informações pertinentes sobre o caso e sempre dá o espaço para a parte psicológica (o que eu amo). Quando li o "Louco ou cruel" alguns anos atrás ela já tinha ganhado o meu coração. Com este, sou oficialmente uma fã de carteirinha.


Recomendadíssimo para os fãs do estilo, para os curiosos e também para quem quer conhecer mais sobre crimes aqui no Brasil. Afinal, é muito comum descartarem o serial killer brasileiro, o colocando em um lugar de "mais um" criminoso. Então, conhecimento nunca é demais, apesar de querer que o livro fosse um pouco maior (senti falta de alguns casos) esta foi uma (mais uma) experiência incrível.


Sobre o autor


Ilana Casoy se dedica há onze anos ao estudo de crimes violentos e assassinatos em série. Formada em Administração pela FGV e pós-graduanda em Criminologia pelo IBCCRIM, participa como membro consultivo da comissão de Política Criminal e Penitenciária da OAB SP. Solicitada pela Polícia Civil e pelo Ministério Público de São Paulo e de outros estados para ajudar na elaboração do perfil criminal de casos em andamento. Em suas palestras, trata de assuntos relacionados à criminalidade e violência, com recurso de documentários de suas entrevistas com os assassinos. Têm três livros publicados: Serial Killer - Louco ou Cruel? - 9ª edição, Serial Killers - Made in Brasil - 6ª edição e o Quinto Mandamento – Caso de Polícia – 7ª edição, todos lançados pela editora Ediouro. Sua primeira obra, “Serial killer - Louco ou Cruel?”, Ed. Ediouro – 9ª Edição - (Edição revista e ampliada/2008). Inclui aspectos gerais e psicológicos dos mais famosos serial killers internacionais, passando pelo perfil criminal, investigação e abordando ainda dezesseis casos reais, dentre os mais notórios: Ed Gein, Andrei Chikatilo, Ted Bundy, Albert Fish, Aileen Wuornos e o Zodíaco. Lançou seu segundo livro “Serial Killers - Made in Brasil" (Edição revista e ampliada, com material inédito/2009), onde reúne sete casos de assassinos brasileiros, além de entrevistas exclusivas com Marcelo Costa de Andrade - o "Vampiro de Niterói" - Francisco Costa Rocha - o "Chico Picadinho" e Pedro Rodrigues Filho, o “Pedrinho Matador”. Atualmente está em sua 6ª edição. Em maio de 2006, lançou ‘O Quinto Mandamento: Caso de Polícia’ Neste livro, Ilana revela em informações exclusivas as pistas que a jovem Suzane Louise von Richthofen, Daniel e Cristian Cravinhos deixaram na cena do crime e destaca o impressionante trabalho pericial e policial empregados a este caso. Munida de uma autorização judicial foi a única civil a participar da reconstituição do crime. Para mostrar toda estratégia dos acontecimentos, conversou com aproximadamente 100 envolvidos na investigação entre advogados, policiais, juízes, promotores e por intermédio dos peritos, tirou dúvidas com os próprios assassinos. Está em sua 7ª edição.

Sobre a edição:


O que falar dos livros da Darkside? Não tem nem o que fora dormir abraçado de tão lindo!!

Nota no Skoob

Beijos!

terça-feira, 24 de maio de 2016

Resenha: Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar - Sarah MacLean

Nove Regras a Ignorar Antes de Se Apaixonar
(Os Números do Amor # 1)
Autor: Sarah MacLean
Ano: 2016 
Páginas: 384
Editora: Arqueiro
SinopseA sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres. E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato. Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres. Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.

O que achei

O livro de hoje pode ser também chamado de "o melhor livro do evento de romances de época da Editora Arqueiro em Macapá". Marcou.

"Beijos não deve deixá-la satisfeita. Eles devem deixar desejando mais. "

Calpúrnia tem 28 anos, e mesmo sendo considerada jovem atualmente, perante a sociedade da época ela era considerada uma solteirona.

Cansada da vida que levava de frequentar bailes esperando por convites de dança que não aconteciam ou então de aguentar os olhares de pena pela sua irmã caçula ter encontrado um bom partido para  casar e ela não recebia propostas a não ser de caça fortunas e viciados em jogos.

Após escutar de parentes o quão é miserável a sua situação, ela corre ao escritório do seu irmão. Movida pela cólera do momento, Callie desabafa com o irmão sobre a injustiça da sociedade. Em que ela tem que aceitar o seu destino e os homens podem fazer o que quiserem. O irmão então a induz a fazer uma lista com coisas que ela gostaria de fazer, mas que só homens podem.


1. Beijar alguém... apaixonadamente.
2. Fumar charuto e beber uísque.
3. Montar com as pernas abertas.
4. Esgrimir
5. Assistir a um duelo. 
6. Disparar uma pistola.
7. Jogar (em um clube p/cavalheiros).
8. Dançar todas as danças de um baile.
9. Ser considerada linda. Pelo menos uma vez.

Gabriel é um libertino convicto. É conhecido na sociedade assim e não tem vergonha disso. Porém, tudo muda quando o irmão gêmeo Nicholas o comunica que eles têm uma meia-irmã por parte da mãe, que os abandonou, e que ela não tem ninguém no mundo. Então irá ficar com eles. A irmã italiana Juliana Fiore, tem sangue quente e não tem deseja ficar na Inglaterra com irmãos que parecem não querê-la por perto.

"- Por que está aqui?
E então, fosse por coragem, covardia ou xerez de mais - jamais saberia -, decidiu responder. Afinal de contas, a noite não podia piorar.
Em um sussurro, anunciou:
- Vim pedir que me beijasse."

Ao ser abordado pela inesperada Lady Calpúrnia pedindo um beijo, Gabriel é envolvido com uma jovem diferente de todas que já conheceu antes.

Gabriel propõe a Callie que em troca do beijo ela treine a sua irmã para ser apresentado a sociedade. Só isso. E mesmo não querendo se envolver com um possível escândalo caso a lista de Callie seja descoberta, ele não consegue ficar longe e se vê cada vez mais envolvido pela Lady determinada.


"Tentei esquecer aquele beijo e o passeio de carruagem e o clube de esgrima mas a senhorita parece ter se instalado na minha memória."


Um ponto muito interessante na escrita da autora é que ela coloca um toque a mais em seus livros. Em que sempre temos uma mensagem importante a ser dada sem ser enfadonha, sem deixar de ser romântico de fazer suspirar ou sexy de deixar encabulado.


Sarah não fala só de amor. Ela fala sobre destino e sobre empoderamento feminino, o que é um tema extremamente pertinente para o momento atual em que vivemos. Pois, Callie é uma personagem que não aceita ser o que a sociedade espera que ela seja e contesta o lugar das mulheres e também da desigualdade de direitos femininos e masculinos.


"Eu passei vinte e oito anos fazendo o que todo mundo a minha volta esperava que eu fizesse ... ser o que todos esperavam que eu fosse. E é horrível para uma pessoa não ter outra visão de si mesmo. "

A cada item da lista, podemos ver Callie desabrochar. Descobrir o seu verdadeiro e nos encantar a cada virar de página.

Nove regras te conquista desde a primeira página lida. Sarah virou a minha autora favorita do estilo é assim como repeti sem parar durante a minha explanação do livro: Tem que ler! É apaixonante, é necessário e é de fazer o coração bater em um ritmo descontrolado.


"O amor não é unilateral e egoísta. É pleno e generoso, e modifica a vida da melhor maneira possível. O amor não destrói, Gabriel. Ele cria."


Sobre o autor


Sarah MacLean passou grande parte de sua infância entre os livros da biblioteca de sua cidade, onde desenvolveu a paixão por história e um compromisso para com o gênero romance. O seu amor por todos os fatos históricos a ajudaram na sua formação em História e Antropologia Cultural no Smith College, e Educação na Universidade de Harvard, antes de se mudar para Nova Iorque, onde finalmente escreveu o seu primeiro livro. Desde então, os romances de MacLean tem sido best-sellers no The New York Times e USA Today, traduzidos em mais de uma dúzia de idiomas, e indicados para vários prêmios. MacLean estourou com o livro Nine Rules To Break When Romancing A Rake, seu primeiro best-seller aclamado pela crítica, e sua primeira série de três livros. No início de 2012, lançou sua nova série pré-vitoriana, Rules of Scoundrels, com o livro A Rogue by Any Other Name, que recebeu em 2013 o Prêmio RITA (Romance Writers of America). O terceiro livro da série, No Good Duke Goes Unpunished, ganhou o RITA Award em 2014. Quando não está escrevendo um romance, Sarah viaja pelo país para discutir sua posição nos estudos culturais e do gênero. A autora é colunista no jornal americano The Washington Post, e suas colunas têm aparecido no The New York Times, Book Reviews e Parents Magazine. Ela também é defensora das questões relativas à educação e alfabetização. Sarah vive em Nova Iorque com o marido, a filha, o cachorro e uma coleção gigantesca de romances.

Sobre a edição


O que falar dessa capa apaixonante? No tempo em que li o livro, a minha vontade era andar por aí com ele de frente para todos verem o quanto ele era lindo (aquelas haha). A diagramação também uma gracinha, com uma fonte super confortável. Adorei.


Nota no Skoob:  (4,5)




Beijos!

segunda-feira, 23 de maio de 2016

[DIVULGAÇÃO] Lançamentos de MAIO 2016 - Arqueiro e Sextante

Oi gente!

Se em ABRIL,a editora Arqueiro arrasou nos lançamentos, no mês de Maio é tiro, porrada e bomba haha ou melhor toalhas, vestidos de época e mistérios! Neste mês foi dificil escolher o que levar para casa ♥ queria tudo! Mas tentei equilibrar e pensar nas minhas prioridades atuais (Quer saber o que eu escolhi? Me siga pelo instagram que lá eu conto quando chegar! Os do mês de Abril já estão lá). Mas, chega de papo e vamos às novidades!


LANÇAMENTOS ARQUEIRO



Confissões de Uma Garota Excluída, Mal - Amada e (Um Pouco) Dramática
AutorThalita Rebouças
SinopseTetê acaba de se mudar com a família toda para Copacabana, no Rio de Janeiro, para a casa dos avós. O lindo e espaçoso apartamento da Barra da Tijuca em que morava teve que ser vendido, pois com a crise o pai foi demitido, e o resultado é que a vida dela virou de cabeça para baixo. Além de perder a privacidade, tendo que dividir o espaço com cinco parentes malucos que brigam o tempo todo, ela perdeu todas as suas referências. A única coisa que a deixa feliz é cozinhar. E, claro, comer as delícias que faz. O lado bom foi se livrar do antigo colégio, no qual sofria bullying por causa de seu jeito peculiar. Sem contar sua desilusão amorosa... O problema é que ela está apavorada, porque agora tudo será novo e estranho, com o ensino médio, com a nova escola, e sem conhecer ninguém. E morre de medo de ser excluída ou de sofrer bullying novamente. Ela está bem mal, para dizer a verdade. Ou talvez seja um pouco de drama, porque já no primeiro dia as coisas parecem ser um pouco diferentes... Pelo jeito, tudo vai mudar, e para melhor.


Não fale com estranhos
Autor: Harlan Coben
Sinopse: O estranho aparece do nada e, com poucas palavras, destrói o mundo de Adam Price. Sua identidade é desconhecida. Suas motivações são obscuras. Mas suas revelações são dolorosamente incontestáveis. Adam levava uma vida dos sonhos ao lado da esposa, Corinne, e dos dois filhos. Quando o estranho o aborda para contar um segredo estarrecedor sobre sua esposa, ele percebe a fragilidade do sonho que construiu: teria sido tudo uma grande mentira? Assombrado pela dúvida, Adam decide confrontar Corinne, e a imagem de perfeição que criou em torno dela começa a ruir. Ao investigar a história por conta própria, acaba se envolvendo num universo sombrio repleto de mentiras, chantagens e assassinatos. Intrigante e perturbador, Não Fale Com Estranhos é mais que um suspense de tirar o fôlego. É uma reflexão sobre o bem e o mal, o amor e o ódio, o certo e o errado, os segredos, as mentiras e suas consequências devastadoras.



Sedução de Seda (As Modistas #1)
Autor: Loretta Chase
Sinopse: Talentosa e ambiciosa, a modista Marcelline Noirot é a mais velha das três irmãs proprietárias de um refinado ateliê londrino. E só mesmo seu requinte impecável pode salvar a dama mais malvestida da cidade: lady Clara Fairfax, futura noiva do duque de Clevedon. Tornar-se a modista de lady Clara significa prestígio instantâneo. Mas, para alcançar esse objetivo, Marcelline primeiro deve convencer o próprio Clevedon, um homem cuja fama de imoralidade é quase tão grande quanto sua fortuna. O duque se considera um especialista na arte da sedução, mas madame Noirot também tem suas cartas na manga e não hesitará em usá-las. Contudo, o que se inicia como um flerte por interesse pode se tornar uma paixão ardente. E Londres talvez seja pequena demais para conter essas chamas. Primeiro livro da série As Modistas, Sedução da seda é como um vestido minuciosamente desenhado por Loretta Chase: de cores suaves e românticas em alguns trechos, mas adornado com os detalhes perfeitos para seduzir.



O mensageiro (O doador de memórias #3)
Autor: Lois Lowry
Sinopse: Há seis anos, Matty chegou ao pacato Vilarejo. Sob os cuidados de Vidente, um cego que tem uma visão especial, ele amadureceu e se adaptou à nova vida. Agora, espera receber seu nome verdadeiro, que determinará seu valor ali, como ocorre com todos os habitantes. Contudo, algo nefasto está se infiltrando no Vilarejo, e os moradores, antes orgulhosos de receber forasteiros, passam a exigir que as fronteiras sejam fechadas para se protegerem. Por ser um hábil mensageiro, Matty é encarregado de avisar os outros povoados sobre o bloqueio. Sua missão também tem outro grande objetivo: buscar Kira, a filha de Vidente, antes que seja tarde demais. Ele é o único capaz de viajar pela Floresta, que já provocou algumas mortes. O problema é que ela também está se tornando um lugar perigoso para o garoto. Mas muitos dependem de Matty. Então, armado apenas de um poder recém-descoberto, ainda incompreensível e incontrolável, ele se arriscará a fazer o que talvez seja sua última viagem.



O guia definitivo do mochileiro das galáxias
Autor: Douglas Adams
SinopsePela primeira vez, reunimos em um único volume os cinco livros da cultuada série O Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams. 

Com mais de 15 milhões de exemplares vendidos, a saga do britânico esquisitão Arthur Dent pela Galáxia conquistou leitores do mundo inteiro. O humor ácido e as tramas surreais de Douglas Adams se tornaram ícones de uma geração e seguem fascinando - e divertindo - leitores de todas as idades. Pegue sua toalha, embarque nessa aventura improvável e, é claro, não entre em pânico! 

O Guia do Mochileiro das Galáxias

Segundos antes de a Terra ser destruída para dar lugar a uma via expressa interespacial, Arthur Dent é salvo por Ford Prefect, um E.T. que fazia pesquisa de campo para a nova edição de O Guia do Mochileiro das Galáxias. Pegando carona numa nave alienígena, os dois dão início a uma alucinante viagem pelo tempo e pelo espaço. 

O Restaurante No Fim do Universo

Arthur Dent e seus quatro estranhos companheiros viajam pela Galáxia a bordo da nave Coração de Ouro, em uma busca desesperada por algum lugar para comer. Depois de fazer a refeição mais estranha de suas vidas, eles seguem pelo espaço e acabam descobrindo a questão sobre a Vida, o Universo e Tudo Mais. 

A Vida, o Universo e Tudo Mais

Arthur Dent passou os últimos cinco anos abandonado na Terra pré-histórica, mas ainda acordava todos os dias com um grito de horror. No entanto, talvez fosse melhor continuar nessa tediosa rotina do que ser arrastado para a sua próxima missão: salvar o Universo dos temíveis e infelizes robôs xenófobos do planeta Krikkit. 

Até Mais, e Obrigado Pelos Peixes!

Depois de viajar pelo Universo, ver o aniquilamento da Terra, participar de guerras interestelares e conhecer criaturas extraordinárias, Arthur Dent está de volta ao seu planeta. E tudo parece estranhamente normal - exceto pelo desaparecimento dos golfinhos. Disposto a desvendar esse mistério, ele parte em uma nova jornada.

Praticamente Inofensiva

Após muitos anos vivendo separados, cada um em um canto mais insondável do Universo, Arthur Dent, Ford Prefect e Tricia McMillan se reencontram. Mas o que deveria ser uma festejada reunião de velhos amigos se transforma numa terrível confusão que põe em risco - mais uma vez - a vida de todos. 



Os tambores do outono (Outlander #4 - Parte II)
Autor: Diana Gabaldon 
Sinopse: Será possível alterar o passado? Depois de voltar no tempo à Escócia do século XVIII e reencontrar Jamie Fraser, o amor de sua vida, Claire Randall seguiu com ele para o Novo Mundo. Agora eles moram na Carolina do Norte, nos Estados Unidos, e Jamie, com o auxílio da misteriosa e autoritária Jocasta Cameron, conseguiu tornar-se uma pessoa influente. As coisas finalmente parecem estar entrando nos eixos. Duzentos anos à frente, a filha dos dois, Brianna, encontra um recorte de jornal antigo e descobre que Claire e Jamie morrerão em um incêndio. Isso, somado à sua curiosidade em relação ao pai biológico e à saudade que sente da mãe, faz com que deixe o namorado para trás e se lance através do círculo de pedras em uma aterrorizante jornada rumo ao desconhecido. Para salvar a vida daqueles que ama, ela tentará mudar o passado, mesmo que isso signifique colocar em risco o próprio futuro.  Assim que fica sabendo o que a namorada fez, Roger Wakefield abandona seu emprego de professor e decide segui-la. Mais uma vez, a força do amor ultrapassa obstáculos, vencendo tempo e espaço, e dá início a uma nova e fantástica fase nesta saga antológica. Na segunda parte de Os Tambores do Outono, Diana Gabaldon conta as aventuras de uma jovem destemida no atribulado século XVIII. Unindo sentimentos atemporais como culpa, raiva e amor a uma cuidadosa pesquisa histórica, a autora constrói uma trama inesquecível, com reencontros de tirar o fôlego e um desfecho emocionante.


LANÇAMENTOS SEXTANTE


Mais forte do que nunca
Autor: Brené Brown
SinopseA ironia é que tentamos rejeitar nossas histórias difíceis para parecermos mais plenos ou mais aceitáveis, mas nossa plenitude depende, na verdade, da integração de todas as nossas experiências, inclusive as quedas. Brené Brown
Errar faz parte da vida. Se você correr riscos e for corajoso, mais cedo ou mais tarde poderá se dar mal. Às vezes aquele projeto em que estava apostando todas as fichas vai pelo ralo ou um casamento de muitos anos chega ao fim, deixando dor e muito sofrimento pelo caminho. Não importa: todos precisam aprender a lidar com o fracasso.
Apesar disso, temos medo de falar sobre o assunto. Conhecemos inúmeras histórias bonitas de superação, mas sempre há nelas uma espécie de lacuna: passa-se diretamente do infortúnio à vitória e o doloroso processo que nos leva de um ponto a outro nem sequer é mencionado.
Tomando como ponto de partida seu trabalho pioneiro sobre a importância da vulnerabilidade, em Mais forte do que nunca, a pesquisadora Brené Brown faz a pergunta inevitável: se todos nós levamos rasteiras da vida, como certas pessoas conseguem enfrentar tantas adversidades e, mesmo assim, sair mais fortes? Para responder a isso, a autora conversou com inúmeras pessoas, coletou dados e passou a compreender melhor a volta por cima. Neste livro, você vai aprender quais são as características de personalidade, os padrões emocionais e os hábitos mentais que nos possibilitam transcender as catástrofes da vida e renascer não totalmente ilesos, porém mais plenos e realizados, vivendo com mais propósito e significado. 


Ganhar, gastar, investir
Autor: Denise Damiani
SinopseGanhar mais. Gastar menos (e melhor). Investir com inteligência. É o que todas nós queremos.
Só que a relação com o dinheiro é complexa e nem sempre racional. Na hora de investir, é comum duvidar da própria capacidade de entender o jargão das aplicações e preferir delegar isso a alguém ou até mesmo adiar o assunto. Você não está sozinha. Muitas mulheres não lidam bem com essas questões e não têm consciência dos comportamentos que atrapalham seu sucesso financeiro. Mas dinheiro deve ser sinônimo de liberdade, e somente uma mudança de atitude levará
a uma vida mais livre e confortável. Este livro reúne todos os conceitos que você precisa aprender para administrar seu dinheiro com eficiência e oferece orientações para temas delicados como casamento e divisão de gastos, maternidade e trabalho. O desafio de tomar as rédeas de suas finanças se torna mais leve e até divertido em boa companhia e com as ferramentas certas. A companhia você providencia. As ferramentas ficam por nossa conta.


O último sopro de vida
Autor: Paul Kalanithi
Sinopse: Aos 36 anos, Paul Kalanithi foi diagnosticado com um câncer incurável. Neurocirurgião brilhante, de repente se viu diante de uma cruel inversão de papéis: num dia era o médico tratando de pacientes com problemas graves, no outro era o paciente lutando pela própria sobrevivência. O último sopro de vida narra a trajetória de Paul ao longo do tratamento a descoberta da doença, a esperança de uma possível remissão, a incerteza quanto ao futuro, a decisão de se tornar pai, a consciência do fim, a angústia de se despedir da vida antes da hora. Sua narrativa é honesta, pungente. Mas, ao mesmo tempo, poética e delicada. Amante da literatura e da filosofia, Paul desde sempre buscou entender a relação entre a vida e a morte, a identidade e a consciência, a ética e a virtude. Seus questionamentos profundos encontram eco em nossas próprias reflexões: afinal, o que faz a vida valer a pena? Paul morreu em março de 2015. Deixou como legado uma filha de oito meses e o manuscrito inacabado deste livro. Quem escreveu as páginas finais e encaminhou o texto para publicação foi sua esposa, Lucy, atendendo ao último desejo do marido.



O MBA da vida real
Autor: Suzy Welch e Jack Welch
Sinopse: Afinal, por que algumas organizações prosperam enquanto outras não conseguem sequer manter os resultados? Como evitar ser passado para trás pela concorrência e como agir se isso acontecer? O que um líder precisa fazer para extrair paixão e alto rendimento da equipe, inclusive dos gênios cujo trabalho não entende, dos funcionários remotos que mal conhece e daqueles que estão sempre jogando contra o time? Neste livro, Jack e Suzy Welch abordam a importância de transmitir a missão e os valores da empresa aos funcionários e incentivar as boas ideias entre seus colaboradores. Também analisam formas inovadoras de pensar sobre marketing e finanças e sugerem medidas realistas para lidar com as crises. Eles apresentam um novo modelo de liderança, elaborado para dar conta das transformações das últimas décadas, descrevendo tudo o que você precisa para montar uma equipe campeã, cobrindo temas como contratação, motivação, retenção, trabalho remoto e mudanças geradas pelas novas tecnologias.



Pequenos passos para mudar sua vida
Autor: Robert Maurer, Ph.D.

Sinopse: Neste livro, você encontrará um método poderoso para efetuar grandes mudanças de forma suave e eficaz: dar pequenos passos de cada vez. Em lugar de adotar medidas radicais para conseguir o que deseja, você vai aprender a usar o método kaizen para alcançar seus objetivos. Enraizado na tradição do Tao, o kaizen foi criado como uma forma de neutralizar nossa resistência natural à mudança e permitir que façamos progressos graduais e constantes. A partir de conselhos práticos e histórias reais, o psicólogo Robert Maurer ensina como aplicar essa sabedoria milenar nos desafios do seu dia a dia. Não importa se o seu objetivo é perder peso, parar de fumar, dormir melhor, voltar a se exercitar, mudar de emprego, aprimorar seus relacionamentos ou ser promovido – essa técnica vai colocar você no caminho da mudança e da realização.


Aiii meu deus! Quero todos!! Fique ligadinhos nas novidades! Siga a editora Arqueiro nas redes sociais para não perder nada.

Site: http://www.editoraarqueiro.com.br/
Facebook: https://www.facebook.com/Editora.Arqueiro
Twitter: https://twitter.com/editoraarqueiro
Skoob: https://www.skoob.com.br/editora/21-arqueiro

domingo, 22 de maio de 2016

Resenha: O Xangô de Baker Street - Jô Soares

O Xangô de Baker Street
Autor: Jô Soares
Ano: 1995
Páginas: 352
Editora: Companhia das Letras
Sinopse: Um violino Stradivarius desaparecido, algumas orelhas cortadas e seus respectivos cadáveres trazem o famoso Sherlock Holmes ao Brasil, por recomendação de sua não menos famosa amiga Sarah Bernhardt. Porém aquilo que parecia um pequeno e discreto caso imperial transforma-se numa saga cheia de perigos, tais como feijoadas, vatapás, mulatas, intelectuais de botequim, pais de santo e cannabis sativa.

O que achei

"O xangô de Baker Street" do autor Jô Soares gira em torno do roubo de um violino Stradivarius da baronesa Maria Luíza "amiguinha íntima" de Dom Pedro II. Ao investigar o caso, a atriz Sarah o aconselha a chamar o famoso detetive Inglês Sherlock.

E ninguém melhor para resolver um caso do que Hercule Poirot kk opa mentira, Sherlock Holmes. E eis que após ser solicitado, o detetive embarca no Rio de Janeiro ao lado do seu fiel amigo Watson. E em meio desse caso, mulheres começam a serem achadas mortas com orelhas decepadas e uma corda do violino em meio aos pêlos pubianos. E então Sherlock tem que desvendar dois mistérios.

MAS, esqueça tudo o que você sabe sobre os dois. Porque o Sherlock do livro de Jô não lembra em nada o do clássico de Conan Doyle. 

Esta foi a minha primeira experiência com Jô Soares como autor e até pouco tempo eu nem mesmo sabia que Jô escrevia livros, quando eu ouvia que ele era escritor eu pensei que era de crônicas ou coisas do tipo aqui e ali. Mas não, são vários livros. 

Confesso que foi um pouco difícil falar sobre ele no vídeo de discussão desse mês, pois ele não me capturou de forma alguma. Não sei se foi culpa do autor ou minha. Mas não rolou. Acabei achando a narrativa cansativa e o "humor" do livro acabou caindo no mal gosto na minha opinião. E não foi só pelo fato de Sherlock ser um dos meus detetives favoritos. Analisando melhor, eu achei que se o autor tivesse abordado a historia de outra forma, teria sido mais interessante e até mesmo teria arrancado umas risadas da minha parte hehe (aquelas difíceis). Mas antes que vocês pensem meu deus esse livro é ruim/péssimo/estranho.

Lembrem que esta foi uma sensação minha que nem eu mesmo sei explicar.

Mas, vendo várias resenhas pelo Skoob, vi como esse livro é adorado por muitas pessoas. Então se achar que a sinopse interessante cai em cima.


Este foi o livro do mês de abril do #Literamigas. Vejam o vídeo do @literamigas_ que está muito bom! Muitas opiniões diferentes pra esquentar a discussão🏼. E lá eu (tentei) expliquei sobre os meus sentimentos Jônianos. 




Sobre o autor


José Eugênio Soares, mais conhecido como Jô Soares, é um humorista, apresentador de televisão, escritor, artista plástico, dramaturgo, diretor teatral, músico e ator brasileiro. Filho do empresário paraibano Orlando Soares e da dona de casa Mercedes Leal, Jô queria ser diplomata quando criança. Estudou no Colégio São Bento do Rio de Janeiro e em Lausanne na Suíça, no Lycée Jaccard, com este objetivo. Porém, percebeu que o senso de humor apurado e a criatividade inata o apontavam para outra direção.
Dono de um talento versátil, além de atuar, dirigir, escrever roteiros, livros e peças de teatro, Jô Soares também é apreciador de jazz e chegou a apresentar um programa de rádio na extinta Jornal do Brasil AM, no Rio de Janeiro, além de uma experiência na também extinta Antena 1.

Nas telinhas:




O Xangô de Baker Street é um filme luso-brasileiro de 2001, do gênero comédia, dirigido por Miguel Faria Jr. e com nomes no elenco como Marco Nanini, Cláudia Abreu, Thalma de Freitas, Jô Soares, Maria Ribeiro entre outros.




Nota no Skoob

Beijos!


quinta-feira, 19 de maio de 2016

Resenha: Coroa da Meia-Noite (Trono de Vidro #2) - Sarah J. Maas

Coroa da Meia-Noite (Trono de Vidro #2)
Autor: Sarah J. Maas
Ano: 2014 
Páginas: 406
Editora: Galera Record
Sinopse: Celaena Sardothien, a melhor assassina de Adarlan, tornou-se a assassina real depois de vencer a competição do rei e se livrar da escravidão das Minas de Sal de Endovier. Mas sua lealdade nunca esteve com a coroa. Tudo o que deseja é ser livre — e fazer justiça. Nos arredores do castelo, surgem rumores a respeito de uma conspiração contra misteriosos planos do rei, mas antes de cuidar dos traidores, Celaena quer descobrir exatamente que planos são esses. O que ela não imaginava é que acabaria em meio a uma perigosa trama de segredos e traições tecida ao redor da coroa. Enquanto a amizade entre ela e o capitão Westfall cresce cada vez mais, o príncipe Dorian se afasta, imerso em seus próprios dilemas e descobertas. A princesa Nehemia acaba se tornando uma conselheira e confidente, mas sua atenção está mais voltada para outros assuntos. Em Adarlan, um segredo parece se esconder por trás de cada porta trancada, e Celaena está determinada a desvendar todos eles para proteger aqueles que aprendeu a amar. Mas o tempo é curto, e as ameaças ao redor castelo de vidro estão cada vez mais próximas. Quando menos se espera, uma trágica noite mudará a vida de todos no reino, e mais do que nunca Celaena quer descobrir a verdade para fazer justiça.

O que achei

*Pode conter spoiler do 1º livro*.

Se "Trono de vidro" foi bom, "Coroa da meia-noite consegue colocar o primeiro no chinelo! Muito mais bem desenvolvido, sangrento, engraçado, irônico e viciante. Confesso que quando li o primeiro livro eu não senti "aquela coisa", mas coroa da meia noite eu não queria parar de ler! MESMO.

Neste segundo volume, Caleaena enfim se tornou a assassina do rei e podemos ver a ação mais presente. Apesar de ter estranhado no início algumas mudanças bruscas de personalidade de alguns personagens, logo que você acostuma fica tudo maravilhoso. Celaena enfim mostra a que veio, e a real imagem de "assassina" fria que eu senti falta no primeiro livro aparece. E mores. Ela quer vingança.

Nesse livro tem um grande bônus que os personagens coadjuvantes ganham mais destaque (assim como aparecem novos personagens) e desenvolvimento.

Outro ponto que eu amei foi o mistério que esse livrou trouxe com a questão da magia (eu amo essas coisas) e bruxa e maldição e seres estranhos e gente avisando sobre futuro obscuro. Adoro! 💗.

E eu. Que jurei não dar mais o meu coraçãozinho novamente para esses livros, dei e me ferrei. Sei que isso pode ser (de alguma forma) spoiler, mas alerto. Não shippem ninguém. Sejam frios! Esse aviso vem de alguém que teve o seu coração quebrado em MIL pedaços. Mas vou sobreviver e só desejo que o nível da série continue assim. Melhor a cada livro.

Se você leu "Trono de Vidro" e não achou esse borogodó todo, "Coroa da meia noite" vai te jogar na parede e chamar de lagartixa! Recomendadíssimo.



Sobre o autor


Sarah J. Maas vive no sul da Califórnia, gosta dos filmes da Disney e música pop. Ela adora contos de fadas e balé, bebidas de café, e assistir programas de TV. Quando ela não está ocupada escrevendo romances de fantasia YA, gosta de explorar a costa da Califórnia.

Sobre a edição

A edição mantem o estilo lindo da primeira, porém confesso que na diagramação esse segundo livro deixou a desejar. Muitas letras borradas ou até mesmo apagadas. Isso me irritou bastante porque todos sabemos que os livros da série não são nada baratinhos! #Xatiada.

Nas telinhas:

A autora Sarah J. Maas revelou em seu twitter que “Trono de Vidro” será adaptado como série de televisão. O estúdio que comprou os direitos de adaptação é o The Mark Gordon Company (de Grey’s Anatomy e Criminal Minds).

Nota no Skoob

Confira a resenha do primeiro volume da série: Trono de Vidro

xX Beijos Xx

terça-feira, 17 de maio de 2016

Resenha: O diário secreto de Lizzie Bennet - Bernie Su e Kate Rorick

O diário secreto de Lizzie Bennet
Autor: Bernie Su e Kate Rorick
Ano: 2014
Páginas: 364
Editora: Verus
Sinopse: Uma adaptação moderna de Orgulho e Preconceito, baseada na série The Lizzie Bennet Diaries.
Lizzie Bennet é uma jovem estudante de comunicação que resolve fazer um vlog como projeto para a faculdade, postando vídeos em que reflete sobre sua vida e a de suas irmãs. Quando dois amigos ricos e charmosos chegam à cidade, as coisas começam a ficar mais interessantes para as irmãs Bennet - e para os seguidores de Lizzie na internet. De repente, Lizzie - que sempre se considerou uma garota bastante normal - se torna uma figura pública. Mas nem tudo acontece diante das câmeras. E, felizmente para nós, ela escreve um diário secreto.

O que achei

O livro trata-se de uma adaptação moderna de "Orgulho e Preconceito", trazendo os personagens para os tempos atuais de internet e outras modernidades sem deixar a essência do clássico de lado.

Lizzie é um jovem estudante de comunicação que resolve fazer vlogs diários como projeto de conclusão de curso mostrando a sua vida e das irmãs.

Alguns anos atrás, a minha amiga @carolthereader me apresentou a Webserie "Lizzie Bennet Diaries" e eu me viciei completamente. Devorei sem parar os 100 episódios (sao curtíssimos) e quis mais! Acompanhar na época era uma delicia pois os atores interagiam com o público através das redes sociais dos próprios personagens hehe fazendo com que a experiência ficasse quase que real. Ótimo!

Foi nessa crise de abstinência após o fim da série que eu quase morri ao descobrir o livro. Acabei demorando anos para enfim pega-lo (minha amiga @dicadeleitora me emprestou) e... Bem.

O livro é divertido, mas confesso que preferi a série. No livro nós acabamos sabendo mais dos bastidores da série, no sentido dos fatos que aconteciam entre as gravações dos vídeos que a Lizzie postava no YouTube para o seu projeto de pesquisa.

Eu acabei achando então as coisas mais mornas no livro e a webserie (sei que são mídias diferentes, mas dá pra ler é muito com livros Sophie Kinsella está aí pra isso) e meu deus! Os vídeos! Com as imitações da Lizzie, a LY DI AAAH haha e tudo. O que não achei que o livro conseguiu passar. O que acabou me fazendo gostar mais do livro foi justamente rever a webserie junto com a leitura.

Por fim, o livro me deu aquela sensação gostosa de voltar a esse mundo divertido da Lizzie e matar a saudade dos personagens. Porém, recomendo que quem for ler que procure a série para ir acompanhando junto (tem no YouTube inclusive legendado). Acho que deixará a experiência ainda mais completa.


Sobre o autor:

 

Bernie Su e Kate rorick, responsáveis pela "novelização" da web série também são os produtores da serie. Inclusive, descobri HOJE (e estou surtando) que tem também o livro da Lydia (de longe a minha personagem preferida da Web série ♥)
Confiram a capa:


Sobre a edição:

A edição é bem lindinha e caprichada. Gostei bastante, inclusive da diagramação.

Nas telinhas:





The Lizzie Bennet Diaries é uma web série americana, em formato de vlog. Ele foi criado por Hank Green e Bernie Su e conta no elenco com Ashley Clements, Mary Kate Wiles, Laura Spencer, e Julia Cho. Ela estreou no YouTube em 9 de abril de 2012 e foi encerrada em seu 100º episódio em 28 de março de 2013.


No youtube, uma linda legendou os episódios, então não tem desculpa para não assistir! Segue o primeiro episodio.



Nota no Skoob

Beijos!